Mudança de casa

Após quase três anos  fora do apartamento em que morei com meus filhos, estou de volta. Pensei que nunca mais moraria nele, desde que meu anjo se foi. Sua presença aqui é bem forte ainda.  A quadra de futebol, o tribanks onde batia papo com os amigos, e de onde eu ouvia sua risada inconfundível.

Talvez eu não fique aqui por muito tempo. Ou talvez fique tempo demais. Não são os objetos, nem os lugares que me fazem lembrar dele. Sua presença está eternamente viva em minha memória e em meu coração. Além disso, há também a companhia iluminada de minha Princesinha que está morando aqui com minha filha.

Hoje terminam minhas férias e volto ao trabalho. Os posts estarão um pouco espaçados, mas, logo que arrumar o apartamento e organizar a rotina de trabalho, o blog voltará a ser atualizado mais frequentemente. Volto logo.

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

12 comentários para “Mudança de casa”

  1. leticia coelho

    É complicado Denise! As pessoas quando são queridas, não deixam de se fazer presente!
    Beijos menina

  2. Veridiana Serpa

    Qunado amamos alguém a presença fica para sempre conosco, nunca nos abandonam, permanecem conosco e de uma mãe não consigo nem mesmo imaginar o quão forte deve ser… bjs e “plagiando” a Grace , dias felizes, com suas meninas.

  3. Cejunior

    É estranha e ao mesmo tempo reconfortante essa presença.
    Um beijão.

  4. Srta. Bia

    Mamãe me teve e depois de quatro anos me deu dois irmãos gêmeos. Um deles faleceu tem cinco anos, câncer, tinha 17 anos. Naqueles primeiros dias não sabíamos muito bem o que fazer com todas as lembranças no apartamento onde moramos a vida inteira.
    Ela decidiu ficar. E estamos até hoje, ela, eu e meu outro irmão. Até hoje ela faz uma oração ao acordar olhando para uma foto dele, ele era o filho que mais parecia com ela. Elaborou por si mesma alguns mantras para lidar com a situação. E continuou nos amando muito. Sempre é difícil em alguns momentos, não importa o tempo, a ligação com o filho é eterna.

  5. Luma

    Denise, você não está partilhando da presença física dele, mas tenha certeza que ele participa de tudo da sua vida, principalmente quando dorme e se desliga deste plano material. Ficarei esperando a sua volta!! Beijus

  6. aninha pontes

    Ele estará sempre com você. Em qualquer lugar que esteja.
    Mas, seja feliz. Sua princesa está aí, para te dar alegria.
    Para Srta Bia, digo o mesmo. Seu irmão estará sempre por perto de vocês, não para lhes fazer sofrer, mas como um anjo que protege, que cuida.
    Um beijo para as duas.

  7. grace olsson

    Denise, nunca esquecemos as pessoas que amamos, querida. Ele sempre viverá contigo. OLha, te desejo toda a sorte do mundo na volta para casa.Beijos e dias felizes

  8. denise rangel

    Com certeza, Aninha, a presença dele é eterna e não faz sofrer. A Bia também sente assim, podes crer. Obrigada, amiga!
    beijo, menina

    Nunca mesmo, Grace.
    Obrigada pelo carinho e o mesmo te desejo, querida.
    beijo, menina

    É difícil, Leticiamas ao mesmo tempo tenho fé que ele está melhor junto ao Pai.
    beijo,menina

    Ah, Luma, como eu gostaria de sonhar com ele todas as noites, mas nem sempre acontece. Obrigada pelo carinho, querida.
    beijo, menina

    Obrigada, Veri, é assim mesmo , bem forte, e às vezes, duro demais. Obrigada pelo carinho.
    beijo, menina

  9. Srta. Bia

    ana, obrigada pelo recadinho. Eles realmente estarão sempre conosco, até porque lá em casa sempre lembramos do meu irmão de uma forma especial. Principalmente de todas as vezes que ele nos fez rir com o jeito peculiar de ser dele.

  10. Sturm und drang! » Blog Archive » Quero um lugar para chamar de meu

    […] Esta personalidade ativa, independente, prática e extremamente impulsiva faz com que eu sinta cada vez mais a necessidade de estar num ambiente tranquilo, com o qual eu possa estabelecer vínculos emocionais. Necessito de um lugar que me permita exercitar minhas potencialidades e fortalecer minha identidade, perdida nestes poucos meses em que deixei de morar sozinha. […]

  11.   Morar sozinha by Montando meu apartamento

    […] a morar sozinha, em um lugar aconchegante, estava se tornando uma meta, quase uma obsessão. Eu precisava de um […]

  12. Minha mini-horta VI | Sturm und Drang!

    […] com horta em apartamento, iniciada há um ano, teve seus altos e baixos.  Há dois meses,  mudei-me para o apartamento de minha filha, e trouxe as jardineiras com as hortaliças. Mas elas estranharam […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: