Lixo orgânico transformado em adubo

Continuando a série de posts sobre a Flexpedition 2010, da qual participei como expedicionária, para conhecer em detalhes ações de cunho sustentável da GM.

Mais uma iniciativa sustentável demonstra o forte compromisso da GM  com o Meio Ambiente. Trata-se da utilização do processo de compostagem no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba, visitada pelos jornalistas na Flexpedition 2010.  Este processo de compostagem evita, desde 2004, que cerca de 2.400 toneladas de lixo orgânico sejam jogadas nos aterros sanitários das cidades onde se localizam suas unidades industriais.

A compostagem é a reciclagem do lixo orgânico, formado pelas sobras de alimentos dos restaurantes das fábricas da GM. Por meio de processos de fermentação, os resíduos são transformadas em adubo orgânico que pode ser reaproveitado na Natureza.

No minhocário (foto acima), o material orgânico é misturado ao solo e as minhocas fazem seu trabalho de aeração e adubação, tornando a terra mais fértil, fofa e preparada para o plantio.  O adubo natural é utilizado nas áreas verdes das unidades da empresa, nos 80.000 m2 das plantações de macadâmias do Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba, e em mais de 45.000 árvores na área de reflorestamento.

Ao invés de poluir o meio ambiente com os restos de alimentos gerados nos restaurantes de suas fábricas, a GMencontrou, na compostagem, uma alternativa para a destinação do lixo orgânico e, ao mesmo tempo, a solução para parte da poluição gerada por estes resíduos.

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: