14 comentários para “Feeds afastam vocês dos blogs amigos?”

  1. valter ferraz

    DE, foi rápida no gatilho, hein?
    Beijo, menina

  2. aninha pontes

    De querida, então é isso.
    Sei da sua correria, e sei o quanto é útil prá vc o tal do feed.
    Mas não abro mão da minha opinião de que ele é frio e distante.
    A Lúcia disse que não vê diferença entre o feed ou a visita, respeito a opinião dela, assim como a sua, mas ainda acho que ir ver os amigos deixa-nos muito mais próximos.
    É afinidade, é carinho, entende?
    Por exemplo: sempre falo com meus parentes lá no interior pelo telefone, sei notícias deles. Mas sempre que nos falamos, eles perguntam: Quando vc vem prá cá?
    Eu respondo: Qualquer dia. Talvez depois de receber a visita de vocês.
    Acho que amor e carinho tem que seguir em mão dupla.
    Agora, fiz questão de citar seu nome, por saber de suas necessidades, e ao mesmo tempo, estar de saco cheio de gente que vem no meu blog e diz: estou sentindo sua falta, mas só vem quando eu páro de ir e comentar.
    Sinceramente? Não preciso de amigos assim. Prefiro uma Denise numa corrida louca, mas que eu amo de paixão, e se precisar, cobro.
    Beijos meu bem.
    Vamos ver se agora vai esse comentário enorme. O bem disse que o dele não foi, mas vi que foi sim.

  3. Lucia Malla

    Acho feed uma necessidade organizacional. Se leio um post e não tenho o q comentar, qual a diferença de ler via feed ou via blog? Bjs.

  4. Mario

    Em termos. O serviço feedbunner, ao meu ver, afasta sim. Acabei de cancelar todas as assinaturas que eu tinha feito. Hoje, leio os feeds pelo Google Reader e xingo todo mundo que não disponibiliza feed, como a Aninha…rs. É que o Google Reader facilita demais a vida do leitor. E, como você vê aqui, não impede que eu faça um comentário no seu blog. Claro que se no GR leio um post que não tenho a mínima idéia do que comentar, nem visito o blog naquele dia.

  5. Cejunior

    Ué… mas eu leio o blog da Aninha pelo Google Reader!!! Como é que consegui isso…
    Bom, sou da opinião que o feed aproxima sim e muito. Até porque tenho uma lista enorme de blogs de amigos e visito aqueles que estão atualizando os posts.
    É uma questão de organização, como bem falou a Lúcia. Uma verdadeira mão-na-roda.
    Um beijão.

  6. Luma

    O blogue da Anninha tem feed sim! 😉 Os feeds pra mim são uma complicação e vou explicar porque.
    Eles são impessoais, principalmente de blogueiros que não falam do seu dia a dia, postam matérias e tals. Você não vê o layout, daí quando leio muitos pelo agregador, me esqueço de relacionar a postagem com a pessoa. Se acho a notícia interessante e lembro depois, não corro atrás e por isso mesmo, deixei de indicar a leitura para outras pessoas.
    Tive a idéia de organizar os feeds por pastas e os bloggers dividi pelo grau de amizade e nos dias que tenho tempo para comentar, entro na pasta “bloggers amigos” e os outros, que não comento leio basicamente pelo celular.
    Mas o que gosto mesmo de fazer é sair aleatoriamente caminhando sem destino pelos blogues. Sonho de consumo que estou longe de conseguir. Também falta tempo mocinha!! 😉 Beijus

  7. Lu Monte

    Denise, no meu caso, o agregador de feeds é o que me POSSIBILITA estar perto dos blogs amigos. Sem ele, seria impossível acompanhar os blogs de que gosto – com ele já é muito difícil, hehehe.

    Além do mais, uso as brechas no horário de trabalho pra ler blogs. Como agregador de feeds, posso fazer isso sem chamar a atenção, sem correr o risco que um layout mais “aparecido” desperte a curiosidade.

    Quando tenho o que dizer, abro o post e comento como faria de qualquer forma, com ou sem feed. A questão é que, se o blog não tem feed completo, pode ser o melhor do mundo, ou o da minha melhor amiga: não vou ler.

  8. Cadinho RoCo

    Pra ser direto, nada contra os feeds. Prefiro navegar ir de blog em blog, mas isso é coisa minha. Os comentários são importantes sim, até porque faço avaliação de frequência no Meu Nosso Blog, pelos comentários que ele recebe. Mas não comungo com o expediente da cobrança de visitas/comentários. Comenta quem quiser e quando quiser e está tudo bem.
    Cadinho RoCo

  9. Srta. Bia

    Concordo que os feeds são mesmo impessoais, mas facilitam tanto nosso dia-a-dia corrido. Assim como você tenho várias frentes de trabalho e os blogs me fornecem muito informação, nada melhor então que organizá-los no feed. E quanto a questão do comentários, é como você disse, não há tempo, ou muitas vezes não tenho nada a acrescentar, portanto não vejo razão para comentar.

  10. valter ferraz

    Denise,
    com feed ou sem feed, cá estou batendo ponto. Rendeu o assunto, hein?
    Beijo, menina

  11. Yvonne

    Denise, estou com a Aninha e não abro. Ela disse tudo que eu gostaria de ter dito.
    Beijocas

  12. Madalena Barranco

    Denise, eu voto nos feeds! O Readers, por exemplo, é ótimo e ajuda na leitura dos posts de forma rápida e bonita.

    Beijos.

  13. Ery

    Denise, assunto palpitante hein!?! Delicioso, diria.
    Olha, com todo respeito, discordo da Aninha. Assim como outros recursos da rede, os quais a gente torce o nariz quando os vê pela primeira vez, os feeds são muito úteis. Eu estou abominando a falta de interesse do portal Globo.com que esqueceu de atualizar os recursos do blogger.br, onde tenho o meu Infinito Positivo. O blogger.br não aceita feeds.
    Não considero que seja sinônimo de frieza, pois os melhores serviços levam o usuário ao blog de destino. De qualquer forma você tem que entrar no endereço do amigo. É uma questão de praticidade. Imagine que fazer um “tour” diário pelo blogroll, com uma média de 30 blogs, comentar na metade deles após ler atentamente os posts, é coisa que não se faz em menos de 60 minutos.
    Os feeds ajudam a você ir exatamente no lugar onde há post novo.
    O que me “ataca”, no entanto, não é tanto a impossibilidade de ter os feeds. É a diversidade de critério que os blogueiros brasileiros têm para retribuir ou visitar blogs novos. Há, convenhamos, um certo egoísmo intolerável. Por mais que não queiramos admitir, o virtual é bem um reflexo da vida real. Os comportamentos na rede imitam a vida real.

    Blogagens coletivas, minha querida, deveriam virar casos de estudos psicológicos. Vira um palco, é ou não é?

    Enfim, este assunto é bárbaro, tem muito conteúdo e poderíamos continuar discutindo de “vez em sempre”.

    Agora, que eu queria um blog cheio de recursos como o seu, isto não tenho dúvidas. Infelizmente não tenho no momento o tempo suficiente para a transformação. A vida tá agitada.

    antes de ir permita-me: disse que discordo da Aninha com relação aos recursos dos feeds, mas no âmago da questão – que envolve outras e outras razões – compreendo perfeitamente as “dores’ que a levaram a postar o assunto. E nisto eu sou solidário e endosso plenamente as suas palavras.
    Beijos.

  14. denise rangel

    Valter, o assunto é instigante, então, precisava ser debatido.
    abraço, garoto

    Lucia Malla,
    Exatamente, os feeds são uma necessidade organizacional. Quanto a comentar, se leio algo que desejo falar algo sobre o assunto, vou ao blog, via Colliris e pronto.
    beijo,menina

    Aninha,
    Respeito sua opinião, mas o feed não é tão frio e distante, pois, como eu disse à Lúcia, se desejo comentar um post, vou ao blog. Mesmo que eu estivesse visitando um blog e não tivesse nada a comentar, nada falaria. Então, realmente não há diferença entre ler o post via feed ou visitando-o.
    Agora, sinceramente, ir ao blog alheio cobrar visita, é meio estranho, a não ser que a pessoa tenha intimidade com a outra, como é o nosso caso. Pode cobrar mesmo.
    Beijo, menina

    Mario,
    Eu também fico irritada quando um blog não disponibiliza feed, pois, com o Google Reader ganhamos tempo e só vamos ao blog amigo quando há post novo, como você veio aqui, provando que o leitor de feed não o impediu de ir aonde desejar comentar.

    Carlos,
    Me conta como você achou o feed da Aninha, hehehe.
    Também tenho uma lista enorme de blogs de amigos e só visito aqueles que estão atualizando os posts e caso eu deseje comentar. Bota mão-na-roda aí.
    abraço, garoto

    Luma,
    Você também achou feed no blogue da Aninha, então me conta onde, hehe. O ideal é organizar os feeds por pastas, pois facilita encontrarmos os assuntos mais relevantes para nossos objetivos. Tenho uma pasta só para os blogs amigos, mas só os visito se houver conteúdo novo e eu desejar comentar.A falta de tempo de entrar para dizer oi, deixar carinho como a Aninha deseja, ainda não é possível. Mas, para ela, eu já abri uma exceção, hehe.
    beijo,menina

    Lu Monte,
    Também acredito ser muito difícil acompanhar todos os blogs, mesmo com feeds. E, como falei com a Nosphe e com você, se não tenho o que dizer, não vou ao blog. Mas leio o post. Cá pra nos, blog sem feed completo não dá vontade mesmo de ler.
    beijo, menina

    Cadinho,
    Eu não avalio a frequência a meu Blog pelos comentários porque sei que, como eu, muitas pessoas lêem-no pelo Feed, e, se não vêm comentar é porque o assunto não é tão importante, ou porque não têm tempo, ou porque não têm nada a acrescentar, enfim, tantas razões. Com certeza,comenta quem quiser e quando quiser e, para mim, está tudo perfeitamente bem.
    abraço, garoto

    Bia,
    Eu também, muitas vezes não tenho nada a acrescentar, e a correria me impede de ir ao post só para dizer oi, então, também não vejo razão para comentar.
    beijo, menina

    Yvonne,
    Eu sei que você também gosta de casa cheia, e tenho ido pouco por lá, mas sempre que há algo novo, eu compareço. Às vezes estou muito fora de órbita, por razões pessoais, e quero mesmo é ficar quietinha. Mas leio sempre os posts novos.
    beijo,menina

    Madalena,
    É isso mesmo. Assim que vejo os leitores de feeds.
    beijo, menina

    Ery,
    Você e a Aninha podem perceber, que mesmo sem feeds, quando quero comentar, vou ao blog de vocês. Então, certamente, o feed não é sinônimo de frieza, pois os melhores posts nos atraem para o blog a fim de comentarmos. Fazer um “tour” diário pelo blogroll é coisa do passado para mim. Além dos amigos do blogroll, tenho mais centenas de blogs , de assuntos variados, dos quais sou leitora. É muito tempo para ler e comentar. Logo, há de haver uma triagem sim.
    Quanto ao comportamento na rede, isto é assunto para outro post. Eu costumo chamar este grupo de “nata” da blogosfera, e, não me incomodo com a distância deles.
    Quanto às blogagens coletivas,. se o assunto for importante, apóio e participo. Sem neura. Aliás, amanhã estarei participando do “Justiça para Flávia”.
    Quer um blog cheio de recursos, vai colocando os plugins aos poucos, de acordo com a necessidade.
    Também entendo este lado meigo e mâezona da Aninha, e, no fundo, eu também sinto falta de estar lá todo dia só para dizer um oi e deixar um beijo, que ela merece, né mesmo, hehe.
    abraço, garoto

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: