Está calor? O problema é seu, é nosso.

Está muito calor nos últimos meses, não é mesmo? E calor nos remete ao velho problema do aquecimento global e do dióxido de carbono na atmosfera. O que podemos fazer para diminuir todo este CO² da atmosfera?

Há soluções?

Uma solução é promover o sequestro de carbono, especialmente em lugares onde há altas concentrações de CO² e remover parte dele. Algumas ações vêm sendo feitas a fim de capturar o CO2, impedindo que ele chegue ao ar. E, concentrado, o carbono é  recolhido, transportado e finalmente enterrado.

Por um lado, parece uma solução, pois o CO2 extra não entra na atmosfera. Por outro lado, temos um problema, pois o trabalho para isolar, transportar, enterrar o carbono recolhido é muito caro, e ainda existe a possibilidade de o buraco vir a vazar.

Uma outra possibilidade, bem mais coerente, é usar menos carbono. Utilizamos petróleo, carvão e gás natural – combustíveis à base de carbono – para suprir a necessidade de energia em nossas atividades em casa, na rua, no trabalho. Como o carbono é acessível e libera energia facilmente, tem sido, ao longo dos anos, o preferido das nações.

O carbono não é o única fonte de energia usada pelo homem. Há também o urânio e o hidrogênio, com seus prós e contras. A busca por alternativas é um desafio que depende da participação de todo o mundo. Como isto é possível?

Uma solução ecológica é utilizar a energia da própria natureza: da água, do vento, do calor subterrâneo, da luz solar, dos vegetais (biocombustível) e do lixo. Todo mundo precisa se preocupar com as mudanças na temperatura e com a busca de soluções para encontrar energia limpa e diminuir as emissões de carbono no ambiente.

Como agir?

O meio mais eficiente para encontrar uma solução para o problema é compreender que esta ligação do carbono com o oxigênio, formando moléculas de CO2 acontece  há bilhões de anos e isto não vai mudar. Ele continuará a seguir as leis da natureza. Se algo precisa mudar, terá de ser nós, os seres humanos. Temos um problema e precisamos resolvê-lo.

A poluição gerada nas cidades de hoje são resultado, principalmente, da queima de combustíveis fósseis, o carvão mineral e os derivados do petróleo, responsáveis pela geração de energia que  alimenta os setores industrial, elétrico e de transportes. A queima destes produtos lança enormes quantidades de monóxido de carbono e dióxido de carbono na atmosfera.

Acidentes como os de vazamentos de óleo  em águas profundas, e das usinas que geram energia elétrica com tecnologia nuclear são problemas que aumentam ainda mais o problema que tentamos combater.

Em vários lugares, nós, os humanos, lançamos detritos no ambiente urbano, industrial,  agrícola, e até nas áreas selvagens e protegidas. Pessoas comuns, como você e eu, uma vez ou outra acaba deixando seus detritos em lugares públicos. Há resíduos químicos no solo, nos rios, lagos e oceanos, que nos afetam finalmente, mas que foram lá colocados por nós.

O problema é nosso

É preciso encarar o fato de que o problema é meu, é seu, é nosso, e que um fim adequado para ele é responsabilidade de todos. Quanto mais insalubre a nossa água e o nosso ar, mais contaminado está o meio ambiente. A água e o ar são transportadores de resíduos provenientes de longas distâncias. E ambos são absolutamente necessários à nossa vida na Terra.

É hora de pensar sobre como nossas vidas diárias afetam todo o planeta, todas as vezes em que nos abanarmos, ligarmos nosso ar condicionado e ventiladores e praguejarmos: “que calor dos infernos!” e mudarmos de atitude, individual e coletivamente, e cobrar das autoridades medidas que visem a frear os danos ao ambiente a fim de minimizar seus efeitos sobre todos nós.

Imagem: daqui, em CC

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

2 comentários para “Está calor? O problema é seu, é nosso.”

  1. O mundo vai acabar em fogo? – Faça a sua parte

    […] hora de pensar sobre como nossas vidas diárias afetam todo o planeta, todas as vezes em que nos abanarmos, ligarmos nosso ar condicionado e ventiladores e praguejarmos: […]

  2. Teoria sobre algo (ou sobre nada) | Sturm und Drang!

    […] hora de pensar sobre como nossas vidas diárias afetam todo o planeta, todas as vezes em que nos abanarmos, ligarmos nosso ar condicionado e ventiladores e praguejarmos: […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: