3 comentários para “Entre tapas ou beijos”

  1. aninha pontes

    De, não sou de maneira nenhuma favorável à violência, mas não fui assim, tão boazinha, que não tenha dado umas palmadas nos meninos. E, o pior, não me arrependo de jeito nenhum.
    E pior ainda, acho que faria tido de novo.
    Beijos

    1. denise rangel

      Aninha,
      Com certeza, os pais de nossa geração deram suas palmadas e seus corretivos nos filhos, mas, em escala bem menor que seus pais, que davam surras mesmo, de deixar marcas, concorda?

      Hoje em dia, sou totalmente avessa à qualquer tipo de violência física. Estamos falando de crianças, e não de adolescentes rebeldes. Estes se defendem, e alguns até revidam a violência sofrida.

      De qualquer forma, não julgo ninguém, mas, em minha posição de educadora, se eu presenciar algo desta natureza, tenho a obrigação de sinalizar, por força da lei que me obriga a isto.

      beijo, menina

  2. Adultos violentos. Como "educá-los"? | Sturm und Drang!

    […] 24 horas por dia? Quem está disposto a refletir que a criança é um ser em desenvolvimento, cuja aprendizagem ocorre pela imitação de modelos, e, para isto, necessita de adultos “educados” que sejam  bons exemplos a serem […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: