Reaprender a dirigir

Após quase trinta anos dirigindo automóvel, adquirimos alguns (talvez, muitos) vícios e maus-hábitos ao volante. Até o momento, isto não me incomodava, já que havia encontrado a melhor maneira de conduzir meu carro, aliando conforto e praticidade.

3/52 dammit

Entretanto, quando a filha iniciou as aulas práticas na auto-escola, em pouco tempo de treino, já fui “advertida” por ela, porque estava fazendo algo diferente do que havia aprendido com seu instrutor. Entendam “diferente” como errado mesmo, hehe. E eu me limito a dizer para ela que não me imite.

Forçosamente, quando ela está no carro comigo, policio-me para evitar influenciá-la com meu jeito peculiar de dirigir o Gasparzinho (apelido que a Princesinha deu a nosso Gol branco). E, quando cometo um “vício”, imediatamente aviso-a de que não está correto o que eu fiz. Ela, com ar debochado e triunfante diz: “é, eu vi…” Vontade de esganá-la.

Uma colega de trabalho, que também estava fazendo os exames para habilitar-se a dirigir, fazia-me várias perguntas, quando voltava de carona comigo. E, nessas ocasiões, sentia-me, meio responsável e, ao mesmo tempo, mais concentrada para não cometer gafes no carro. Tenso.

Tais situações me deixam um pouco desconfortável por saber que estes vícios levaram tempo para se instalar, e, com certeza, demorará para serem corrigidos. Possivelmente, nunca venha a dirigir como manda o manual da auto-escola.

Vou citar apenas alguns vícios ao volante, mais comuns, que, em um exame prático do Detran nos deixariam reprovados. Ou, se não, diminuiriam a vida útil do veículo.

Vícios de motorista

  1. Deixar o pé apoiado sobre o pedal de embreagem
  2. Descansar a mão sobre a alavanca de marcha
  3. Apoiar o braço na janela e dirigir com apenas uma mão
  4. Deixar o cinto de segurança solto (ou nem usá-lo)
  5. Ficar com o pé no acelerador, com o sinal fechado
  6. Segurar o carro com a embreagem, em subidas
  7. Atender o celular (uso o fone de ouvido, mas…)
  8. Sair em segunda marcha

Devem existir outros mais. Talvez a maioria dos motoristas não admita, mas incorporamos pequenos “erros” quando estamos dirigindo.  Cada um encontra a maneira mais adequada de se adaptar ao seu carro e, muitas vezes, ambos – veículo e condutor, são como um organismo só. Tudo flui muito bem.

Você já se surpreendeu dirigindo automaticamente, como se o carro soubesse o caminho, em um GPS  invisível? Pois é. Colocamos o braço na janela, ligamos a música e lá vamos nós.  Os que têm o privilégio de ter carros automáticos talvez não devam ter tais vícios ao volante, preocupando-se apenas em apreciar a paisagem. Quanto a nós, pobre #classemédiasofre , seguimos com nossos tiques e maus-hábitos ao volante.

Desses vícios de motoristas listados, a carapuça  serviu-me algumas vezes. Humm, será que precisarei voltar à auto-escola para reaprender a dirigir? E você, quais  são seus vícios ao volante?

Imagem:  Scarleth White via Compfight

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: