Eu quero é paz

Este post está participando da blogagem coletiva pela paz ou em defesa da não violência, promovida por Lino Resende. Reeditei o post abaixo, por acreditar que violência só gera mais violência e dor…

Perdão e paz

Por mais de nove meses depois do assassinato de meu menino, eu ficaria irada se alguém sugerisse que quem o matou era um ser humano que merecesse ser perdoado e não um tipo de monstro horrível que deveria pagar com a vida o dano que me causou.

Mas, quando assisti à morte de Saddam e vi como a vingança e a justiça feita pelas próprias mãos têm um gosto tão amargo, senti que algo mudara dentro de mim. Agora, eu sei que matar não é necessário e que a violência só gera mais violência.

O que eu aprendi é que a paz de que tanto preciso, e a graça de poder viver sem angústia pode ser alcançada, sob qualquer circunstância por meio do milagre do perdão.

Antes, eu sequer podia ouvir uma sirene, e minha alma gritava:”eu odeio vocês!” Mas, após liberar o perdão, senti paz! Eu sei que meu filho não gostaria que eu passasse a vida toda com ódio e fúria.

Antes, quando alguém dizia que todo ser humano merece perdão, eu pensava: “é porque não aconteceu com você ou com quem você ama…” Mas, agora, eu sei que o ódio só me trouxe dor e sofrimento, e o perdão me trouxe a cura.

Não sei explicar, mas sinto que o amor e o perdão é o caminho para tornar o nosso mundo um lugar agradável, seguro e sem violência.

Post original aqui.

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

31 comentários para “Eu quero é paz”

  1. Patty

    Vc é um exemplo de que a paz pode ser alcançada sem guerra, sem sangua, de q é possivel paz sem violência.

    Fico até sem palavras pra expressar a honra de entrar e poder ler as suas palavras aqui no seu blog. Mas, me serve realmente de aprendizado q perdão e paz caminham juntas, assim como paz pra ser compartilhada deve nascer em nós e assim alcançar os outros.

    Um beijo e um ótimo dia de paz pra vc e sua familia!

  2. Valquiria de Moraes Barros

    Bom Dia!

    Meu nome é Valquiria Barros.
    Após muitos anos em busca de uma solução
    para a fibromialgia de minha mãe, experimentamos
    um produto natural que a curou.
    Esse produto também combate artrite, artrose, reumatismo, etc.
    Gostaria de saber se vocês querem conhecer o produto
    E levar esse benefício para outras pessoas que sofrem?

    Grata,

    Valquiria
    (011) 5505-2282

  3. denise

    aninha exercitar o dom do perdão foi imperativo pra eu não enlouquecer. é uma tarefa muito mais difícil, mas acredito que há realmente salvação em Deus , através de nós.
    Beijo, menina

    Saramar Bem-vinda! Eu sou humana e tenho muitas falhas, apenas permiti que o amor divino em mim me desse a graça do perdão.
    E também questiono por que os homens, os seres humanos vivem na violência? É incompreensível pra mim também. É um prazer conhecê-la,
    volte sempre.
    Beijo, menina

    Yvonne Não é pra ter tristeza, é pra ficar feliz por saber que há uma saída pra dor e sofrimento. Não sou maravilhosa, Deus é que foi misericordioso comigo.
    Beijo, menina

    Patty Sim, a paz pode ser alcançada sem guerra, sem sangue, sem violência! Aprendi através da dor que perdão e paz caminham juntas, assim como paz pra ser compartilhada deve nascer em nós e assim alcançar os outros. Você disse tudo! Bem-vinda!
    beijo,menina

    valter é, eu gostaria de não ter que passar por isso, mas se foi comigo, havia de ter um propósito divino. Fique com Deus também!
    abraço, garoto

    fernanda Você tem grandeza de alma!Amar e perdoar são sentimentos divinos e é só entregar-se, e Ele faz o resto.
    beijo,menina

    Valquiria Bom dia! Obrigada pela informação. Já encaminhei a quem precisa.
    beijo, menina

  4. Renata

    Denise, fiquei realmente impactada pelo seu post. Olha te admiro muito, viu, você é um exemplo do que eu tenho dito: a paz começa dentro da gente! Fiquei muito feliz em conhecer seu espaço. Voltarei mais vezes. Um gde abraço,
    Renata

    Infelizmente eu só aprendi através da dor. Tomara que a humanidade não tenha que sofrer tanto pra aprender… Bem-vinda!
    beijo, menina

  5. cejunior

    Oi Denise. Fiquei sem palavras… Não sei como agiria numa situação dessas… No entanto, suas palavras conseguem passar muita força e profunda serenidade. Como você disse, amor e perdão são tudo para acabar com a violência.
    Muita paz e uma boa semana!

    A paz só existe se passarmos pela “guerra”, ou a conquistamos ou somos vencidos e derrotados.
    Bem-vindo!
    abraço, garoto

  6. SôniaSSRJ

    Denise. muito prazer em conhecê-la e me sinto feliz que um movimento
    tão belo tenha me guiado ao seu incrível blog.
    Estou como todos vocês, muito honrada e feliz de participar dessa blogagem coletiva liderada por nosso amigo Lino.
    Meus parabéns e sucesso a todos.
    SôniaSSRJ

    Bem-vinda! E que esse movimento se torne em ações.
    beijo, menina

  7. aninha-pontes

    Acho que o mais bonito disso tudo, não é o querer, ou o falar na paz, que na verdade é o que todos fazem. Gritar aos quatro ventos, que queremos paz.
    Acho que o mais bonito, é o exercitar o dom do perdão, tarefa muito mais difícil, quando a violência bate em nossa porta, quando afeta nosso coração, quando arranca parte de nossa alma como aconteceu com voce.
    Parabéns meu bem, por existir pessoas como voce,é que acredito que o mundo nãoestá perdido, que ainda há salvação, que Deus ainda acredita em nós, suas criaturas.
    Beijos

  8. Saramar

    Denise, bom dia.

    Confesso que estou muito emocionada após ler este belíssimo depoimento, que nem pode ser chamado meramente de texto.
    O seu coração é imenso e divino porque foi capaz de retornar da dor e do ódio ao entender esse princípio fundamental da vida: o perdão.
    E, fico me perguntando: se uma mãe que passou pelo que você passoué capaz de perdoar o maior mal que lhe poderia ser inflingido, por que os homens, os seres humanos se esmeram na violência?
    É incompreensível.
    parabéns, minha querida.
    Confesso que eu me sinto honrada por conhecê-la, graças a ess blogagem coletiva.

    Beijos

  9. Yvonne

    Denise, li o seu post pela segunda vez e voltei a ter a mesma tristeza. Ao mesmo tempo, fiquei encantada com a sua capacidade de ser essa pessoa maravilhosa que você é. Meus parabéns pela sua grandeza. Beijocas
    P.S.: Passarei uns dias no Rio e só vou aparecer por aqui na próxima segunda. Uma linda semana para você.

  10. Patty

    Denise
    Foi vc q passou no meu e perguntou como se faz o quadrinho de fotos?
    É pq não deixou link e fiquei sem saber, mas a unica Denise q visitei hj foi vc…rss

    Se foi vc, a resposta é: Eu usei o programa picasa do google q é bem simples, vc baixa o programa e todas as suas fotos serão salvas nele, depois vc abre o programa e seleciona as imagens q vc quer fazer a “colagem”, é mt legal. O link para o programa http://picasa.google.com.br/

    Agora se não foi vc a Denise q perguntou isso, me perdoe pelo GRANDE mico…rss

    Um beijo

    ps: qualquer coisa pode me mandar email tá?

    Patty, fui eu! obrigada pelo retorno! vou ver se acerto.
    beijo, menina

  11. valterferraz

    Beijão, Denise e continue na tua cruzada. Você PODE falar em não-violência. Paz para o teu coração! Fique com Deus.

  12. fernanda

    Olá Denise,
    cheguei ao seu blog através de outro amigo e só de ler o seu 1º post já fiquei a admirá-la. Ah, como eu gostaria de ter a mesma grandeza de alma!Amar e perdoar são sentimentos divinos e nós somos meros humanos a batalhar para sair dos sentimentos mais negativos e dolorosos.
    Bem haja!
    Fernanda

  13. pautadodia

    muito bacana esse texto… realmente repensei várias coisas com o vídeo do saddam por sinal..

    tb to participando da blogagem coletiva e graças a essa iniciativa que pude conhecer seu blog… parabéns!

    Bem-vindo! O vídeo mostra o quanto o ser humano pode ser cruel e cometer o ato repudiado por ele mesmo. vou lá conferir seu post.
    abraço, garoto

  14. denise

    Nanda, sempre carinhosa. Bom ter amigos como você.
    beijo, menina

  15. Camu

    Nossa Denise, conheci seu blog agora. Estou muito comovida com a sua força! Voltarei a visitá-la, ok?
    Um grande beijo

    Sou fraquinha, cê não sabe de nada!
    beijo, menina

  16. nanda

    Mais uma vez você mostra o quanto é superior e como consegue demonstrar a essência do ser humanos, não o ser humano da mídia, que destrói o planeta e seu semelhante, mas sim o ser humano que representa a imagem e semelhança daquele que nos criou.
    Parabéns pelo post e pela pessoa que você é!!
    E o fruto da permanência do seu filho aqui na terra é muito mais que saboroso: é encantador!!!

  17. Carlos

    Violência e ódio só geram mais violência e ódio, não tem jeito. Não é nada fácil controlar nossos sentimentos, mas plantar o amor e a compreensão é essencial para sensibilizarmos quem está ao nosso redor. Também participei da blogagem coletiva e falei um pouco sobre Gandhi. bjs…

    Claro que sim. eu acahva impossível amar e perdoar nestas circunstâncias, mas o milagre acontece quando a gente perdoa e se recusa a ser igual a quem nos violentou.
    abraço, garoto

  18. tati sabino

    Olá!…só quem vive a violência sabe as reais consequências…e fico feliz que vc tenha superado tudo através do amor… acho que se tivermos pelo menos respeito pelo próximo…ja ajuda, né?!…E blogagem coletiva é bom pra conhecer gente nova, tbm né?!…rsrs…

    Então, conhecer você, por exemplo, he he! Tenho uma razão linda pra amar a paz: veja o post “prazer de ser avó” e entenderá.
    beijo, menina

  19. Marcos

    Receba minha solidariedade por conta de sua perda. Não consigo imaginar quão grande ela é.
    Parabéns pela grandeza que teve pela atitude do perdão. Mas, pragmático como sou, eu ainda estaria pregando a punição ao executor. Monstros não devem ficar livres entre humanos.
    Perdão se falo sem conhecimento de causa, não sei como seu filho foi morto ou se o(s) assassino(s) está(ão) preso, é apenas o desabafo de quem não se conforma com tata impunidade. Não sei se teria a nobreza que você teve de perdoar.

    Marcos, obrigada pela visita. Eu , como disse no post, queria o mesmo destino pros executores, mas, eu tive de escolher entre viver e ver crescer minha princesinha(neta de 1 ano) ou enlouquecer. estou em paz.
    abraço, garoto

  20. Helena Nascimento

    Denise, seria totalmente compreensível se você não perdoasse o que aconteceu ao seu filho. Mas enxergar que o perdão e o amor é o único caminho é sensacional, é uma evolução que aconteceu dentro de você.
    Desejo que sejas muito feliz e que continue por esse caminho do bem!

    Gostei muito do seu blog! Muito bom mesmo, e super preocupado com o planeta, que é o que precisamos fazer agora, cuidar da nossa casa que está ficando doente.

    Um grande abraço e obrigada pela visita

    Foi um prazer! Bem, ainda peço a Deus força,a todo momento, quando vejo a violência diante de nossos olhos, mas, acredito que o bem sempre vence. Ah, aproveita e pega o selinho da campanha Faça a sua parte e participe na defesa de nosso planeta.
    beijo,menina

  21. DO

    Parabens pela participação. A iniciativa do LINO foi realmente um sucesso.
    Obrigado pela visita!

    Foi sim, mas que não fique só em palavras, e que partamos pra ação.
    abraço, garoto

  22. Cláudio Costa

    Não se pode desistir diante da luta contra a violência. E seu testemunho é maravilhoso, pois você, vítima sofrida, ainda acredita na Paz! Deus te guie!

    Acredito em Deus. O resto é conseqüência.
    abraço, garoto

  23. Ernâni Motta

    Denise, cá estou retribuindo a sua visita e para dizer que concordo com você, é preciso, sim, que deixemos de “agir como gasolina no meio da chama”. E você, pelo que li, tem razão de sobra para pensar assim. Que Papai do Céu lhe proteja e um grande abraço.

    Amém, a todos nós.
    abraço, garoto

  24. Adriana

    Olá!! Vim retribuir sua visita ao Butterfly!
    Estou impressionadíssima com o seu depoimento!!
    Às vezes, me perguntava se teria essa coragem, de perdoar alguém que me fizesse mal, ou a alguém de minha família. Confesso que a idéia não me parecia agradável, mas lendo seu relato, acredito que esse perdão seja possível sim. Mesmo que doa muito no início, que demore pra esse perdão acontecer, ele acaba acontecendo e nos mostra o quão bom é sentir a presença de Deus em nós.
    Seu perdão foi Divino, pode ter certeza disso!
    Que Deus te abençoe muito, que continue te dando forças para seguir em frente e te protegendo em todos os momentos!!
    Belíssimo post!
    Beijos.

    É dificílimo, Adriana, não tenho mérito algum. Apenas Deus me fez ver que esses “monstros” sociais também têm mãe. E o ódio faz mal demais! e o perdão liberta.
    beijo, menina

  25. Georgia Aegerter

    Oi Denise, pois é essa campanha está envolvendo muita gente e acho muito legal. O Allan lá da Carta a Itália transcreveu um post da Anna Paula naquela mesma semana e eu havia por acaso escrito que a “Natureza está irritada” e ai, todos nós nos encontramos. Depois de ter enviado email para todo mundo e recado lá no orkut, coloquei hoje lá na “Saia Justa”, um pqueno lembrente antes de escrever o novo post. Passe por lá.
    Depois vou ler com calma seu post do Drummond, pois agora tenho que levar a filha ao médico.

    Grande abraco

  26. denise

    Georgia, Vou lá conferir. Melhoras pra sua filhinha.
    beijo, menina

    Marcela, Realmente, o poder do amor é o que pode nos conduzir à paz.
    beijo,menina

    Lino É, e eu precisava mesmo sobreviver, por causa da princesinha, minha netinha.
    abraço, garoto

  27. Marcela

    “Quando o poder do amor superar o amor do poder, o mundo conhecerá a paz.”
    (Jimmi Hendrix)

    Denise, muita paz para todos nós.

    Marcela Vieira.

  28. Lino Resende

    Denise:
    Fiquei emocionado com o seu depoimento. Acho que você tem um grande desprendimento e adotou o caminho certo. A vingança de nada serve. O perdão acaba nos liberando e nos deixando viver.
    Parabéns por sua atitude e muito obrigado pela participação.

  29. gabrielle

    oi,a msgm é nota10!tentei visiotar tds ontem mas ñ deu tempo.por isso só apareci agora!Parabéns pela participação e obrigada pela visita…

    obrigada e seja bem-vinda!
    beijo, menina

  30. Elizabeth

    Oi Denise,
    Já conhecia o texto de antes mas nunca e demais le-lo duas vezes ou mais.
    Estou atrasada e passando para ler todos os posts da blogagem da Paz , eu não podia deixar de outra esqueci e acho que no dia nem entrei no pc para poder ser relembrada. Mas vocês todos fizeram um belo trabalho, Parabéns.

  31. Cláudia

    Olá Denise…bem sei como é perder alguém, assim, de forma estúpida, sem aviso nem preparo… admiro seu trabalho, compartilho suas ideias…desejo muita paz e sei que seu anjo está a lhe proteger, sempre…bjs

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: