Um comentário para “Não é nossa responsabilidade?”

  1. Denise Rangel

    Luma
    22/04/2011 em 1:28 am | Permalink | Responder

    Tiraram a pele e o couro da Arezzo e as outras marcas? Acho absurdo usar pele no Brasil, mas couro todo mundo tem no armário, mesmo que seja um mero cinto.
    O povo deveria se revoltar também contra todas as marcas de cosméticos, já que os testes dermatológicos são feitos em animais – o mais comum em coelhos – principalmente produtos para a região dos olhos, incluindo colírios, e para peles sensíveis – O que quero dizer é que coelhos, raposas, ovelhas e tantos outros animais são criados e sacrificados todos os dias só para esse fim. Que nem os bois e vacas para nos alimentarem, só que para outro setor da indústria.
    E existem tantas outras atividades que não são corretas que como você escreveu seria uma lista extensa, mas devemos aos poucos ajustar a condutas mais corretas. Até mesmo o algodão para fabricação de roupas devasta com o meio ambiente! Vamos virar hippies! Andar nus e morar no campo, comendo somente o que é verde!
    No site do PEA http://www.pea.org.br/ tem uma lista das indústrias que não utilizam animais para testes. Penso que Arezzo deveria ser mais atenta as mudanças de mentalidades. Mas o que será que os twitteiros achariam disso: http//www1.folha.uol.com.br/bichos/903949-camelos-vendem-chaveiros-com-animais-vivos-na-china.shtml
    Fico com vergonha dos seres humanos que acham que se vestir com cadáver é chique.
    Vergonha dos que defendem uma empresa, em pleno 2011, que acha ok criar animais em cativeiro em prol da Moda, porque isso é sustentável e não fere a natureza. Lamento por saber que existem pessoas que ainda acham isso normal. Mas enfim, esses “críticos” logo estarão comprando na Arezzo ou qualquer outra loja, sem saber a procedência do que compram.
    Feliz Páscoa! Beijus,

    denise rangel
    denise rangel
    22/04/2011 em 1:37 pm | Permalink | Responder

    Luma,
    Será que as outras marcas que usam pele no Brasilm não seráo mais cuidadosas a partir da reação popular?
    Obviamente, todos têm couro em algum utensílio no armário ou algum produto cuja marca de cosméticos faça testes em animais. Porém, se pelo menos tentarmos aos poucos nos ajustar a condutas mais corretas, seria mais sustentável, não acha?
    Não só a Arezzo, mas todas as marcas deveriam ser mais atentas às mudanças de mentalidades. É como eu disse, se cada um fizer sua parte, esta matança não seria o comum, mas a exceção. Ou não?

    Uma páscoa abençoada pra ti também
    beijo,menina

    Allan
    Allan
    22/04/2011 em 1:38 pm | Permalink | Responder

    Confesso que não me imagino sem comer carne, apesar de ter reduzido muito o consumo. Talvez por esse motivo compreendo quem abate animal para a alimentação (se o abate dependesse de mim, seria vegetariano ou só comeria peixe), mas sou absolutamente contra o maltratamento de animais e o uso de peles para vestuário. Quem gosta de foie gras deveria passar uma semana em uma fazenda durante o período de abate. Mas os animais são torturados em todo o globo: cobaias nos laboratórios, ursos em minijaulas com tudos recolhendo bílis por dias seguidos, cães e galos de combatimento, baleias e golfinhos, etc.

    O exótico custa caro e existem ávidos sádicos por toda parte. Triste.

    denise rangel
    denise rangel
    22/04/2011 em 2:03 pm | Permalink | Responder

    É verdade, Allan, só quando assistimos aos vídeos ou tomamos conhecimento do desumano processo a que são submetidos os animais é que podemos refletir sobre a necessidade ou não de consumi-los. Concordo com você que é difícil deixar de comer carne e usar utensílios que custaram o sofrimento dos animais. Porém, se alguns, com tal consciência diminuírem ou mesmo pararem com o consumo de tais produtos, já é um avanço.
    uma páscoa abençoada pra ti e tuas meninas
    abraço, garoto

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: