Livre da rede zuckerberguiana

Há cerca de um ano, excluí meu perfil da rede zuckerberguiana – o famigerado Facebook, que odeio com todas as forças de minha alma, pelos motivos que exponho no post  “Não tenho 300 amigos”.

Dias depois, recebi, da gerência do projeto em que estou trabalhando, um email exigindo que tivéssemos, obrigatoriamente, um perfil naquela rede, a fim de participarmos do grupo de trabalho criado para nossa comunicação.

Armadilha de Satanás

Pois bem, criei um novo perfil, na época, exclusivamente para comunicação de trabalho no projeto, e, por algum tempo, usei aquela rede apenas para este fim. Mantive, por lá, somente as fanpages para divulgação de meus blogs e dos blogs de que faço parte.

Logo as pessoas foram me encontrando e, gentilmente, fui adicionando novos amigos e conhecidos. Mais uma vez, vi-me enredada naquela “armadilha de satanás“, que me rouba a produtividade e me desperta furor na alma diante de factoides e desavenças tão comuns por aquelas paragens.

Para acalmar minha alma atormentada, diante de um novo  ímpeto de destruir o perfil pessoal no Facebook, tomei a decisão hoje, e transformei o perfil em apenas profissional, pois ainda estou trabalhando no mesmo projeto.

Assim,  intempestiva e impetuosamente (drang!), excluí tudo do perfil, e criei um novo, de modo que ele se preste apenas para fins de comunicação com a gerência do projeto no grupo de trabalho.

Livre da teia

Peço, outra vez,  a meus amigos, que me perdoem, pois não mais usarei um perfil no Facebook para fins pessoais. Há muito tempo que luto para libertar-me dessa rede traiçoeira, e, hoje, finalmente, cortei as amarras.

Se você também vive preso nesta rede zuckerberguiana, liberte-se da armadilha e veja seu tempo e sua mente livres para produzir e se envolver com o que realmente importa. Caso contrário, boa sorte e felizes filtros para você, hehe.

Vocês ainda podem compartilhar os posts das fanpages de meus blogs, e eu também compartilharei as coisas bacanas das fanpages de vocês. Só para lembrar, as páginas dos blogs que administro sozinha e com meus amigos são:

 

 

 

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

6 comentários para “Livre da rede zuckerberguiana

  1. Allan

    Tenho um perfil no Face e de vez em quando até passo por lá, mas não tenho paciência não. Prefiro o face a face, como no fime de semana passado, face a face com Malla, Alline e Flávio, com devidos agregados (menos o André). Curioso que durante todo o domingo ninguém usou o celular.

    🙂

  2. Denise Rangel

    Sobre este encontro, já preparou post? 🙂 Quando estamos face a face, o uso de celular torna-se desnecessário, a menos que haja terceiros que desejam participar à distância.Neste caso, celular os mantém presente também.
    Abraço, garoto

  3. luma rosa

    Denise,
    Tenho o perfil privado e a fan page, mas sou bem criteriosa no uso do meu tempo. No trabalho não acesso rede social ou blogues e em casa somente depois de cumprir outras prioridades. Sinceramente, mesmo que eu fosse somente dona de casa, não caberia em minha rotina passar o dia no fb como muitas vezes escuto comentários. Ficaria entediada.
    De vez em quando acesso durante o dia, quando estou esperando para ser atendida e não tenho tempo para me concentrar em alguma leitura.
    Como tem gente ociosa, heim?
    Beijus,

  4. denise rangel

    Luma, acredito que esta nova mania tornou um vício. E todo mundo, de uma certa forma, está preso ao celular e à rede, seja para trabalho, seja para lazer. Às vezes penso que o celular é uma extensão do indivíduo e é preciso força de vontade para resistir ao que nos tira do foco.
    beijo, menina

  5. Prefiro a serenidade dos blogs ao ruído facebookiano | Sturm und Drang!

    […] ao ruído daquela rede social, prefiro  a serenidade dos blogs. Abomino a capacidade de o Facebook roubar a produtividade e despertar furor nas almas diante de factoides e desavenças tão comuns por […]

  6. Prefiro a serenidade dos blogs ao ruído facebookiano | Sturm und Drang!

    […] o barulho daquela rede social, prefiro a serenidade dos blogs. Abomino a capacidade de o Facebook ter roubado a produtividade e despertar furor nas almas diante de factóides e desavenças tao comuns por […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...