Grisalha, sim. Idosa? Ainda não. :)

Depois que me tornei grisalha definitivamente, passei a perceber mais mulheres de cabelos brancos na rua. Antes, não percebia a quantidade de mulheres, jovens e mais velhas, com as madeixas prateadas. Parece uma tendência que, a cada dia, recebe mais adeptas.

Misato

Venho observando o comportamento das outras pessoas em relação a quem tem os cabelos brancos. Embora grisalha, ainda não sou uma idosa. Entretanto, as pessoas parecem confundir as coisas.

Decidi parar de pintar os meus cabelos há nove meses, por pura preguiça. Atualmente, devido à alergia, nem tintura posso usar. Não tem me feito falta. Tosei-os bem curtinho para crescer já na nova tonalidade. Que liberdade e praticidade!

Hoje em dia, ao contrário do que eu imaginava, ele não está branco. Apenas grisalho. Ainda tenho muitos anos até a velhice (espero), e, provavelmente, mais fios brancos aparecerão.

Observei que os cabelos de minha mãe, com oitenta anos, não ficaram totalmente brancos. Talvez os meus também fiquem como os dela. Entretanto, se a tendência for puxar os cabelos do pai, ficarei com a cabeça bem branquinha, como a dele. 🙂

Cãs e velhice

Estou curtindo o cabelo branco. Chama atenção na rua. No ônibus e no metrô, pessoas me oferecem o lugar para sentar. Ainda confundem cabelos brancos com velhice. E eu fico pensando por que tantos idosos ainda viajam em pé nos coletivos. São poucas as pessoas que expressam uma atitude solidária às cãs dos idosos.

Na verdade, apenas mulheres fazem essa gentileza. Os homens, salvo exceções, ignoram uma mulher em pé, completamente. Já foi o tempo em que cediam lugar na condução para as senhoras, idosos ou grávidas. Lembro-me de que, em minha gravidez, viajava em pé, no trem e no metrô. Meu barrigão não comovia ninguém.

Obviamente, hoje em dia, recuso a gentileza das pessoas que me oferecem o assento na condução. Meu cabelo está ficando branco, mas ainda “me aguento” de pé, hehe.

Rosto iluminado

Na família, meu cabelo grisalho é visto como se fosse uma raridade. Meu irmão perguntou se eu havia pintado luzes ou se havia parado de pintar os cabelos mesmo. Algumas amigas elogiaram. A maioria não diz nada. Apenas uma achou estranho. Minha filha acha bacana. E eu adoro!

Há nove anos, tenho usado apenas roupas pretas ou escuras. Uso acessórios de prata, que refletem a luz em torno do rosto e cabelos. Gosto de correntes prateadas e brincos com strass. As bolsas e cintos podem ter alguma cor. Tenho preferido verde e azul.

A partir de hoje, tomei a decisão de acrescentar algumas nuances de cinza e cores mais vibrantes como o azul marinho, o verde escuro e o roxos vibrante. Não vou abandonar meu luto eterno, mas quero iluminar um pouco o visual.

Exibo minhas madeixas acinzentadas com orgulho. Acho que ficam lindas dessa forma. Se me confundem com uma senhora idosa, paciência. Grisalha, sim. Idosa? Ainda não. 🙂

E você, considera cabelos brancos sinal de velhice?

Imagem: Alluka Zoldyck

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

2 comentários para “Grisalha, sim. Idosa? Ainda não. :)”

  1. Bem-vindo ao Clube sexagenário | Sturm und Drang!

    […] hora de pagar, olhei para a caixa destinada aos idosos e pensei em ir para lá. Tão vazia…. Meus cabelos brancos seriam meu […]

  2. Para onde o seu tempo voa? | Sturm und Drang!

    […] pretas e cinza e pouquíssima cor. Ah, e chinelos! Até para ir à rua. E ainda não cumpri a decisão de colorir o visual. Aos poucos, […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: