Feliz aniversário? Para quem?

Aniversário é algo que revela aspectos impressionantes da natureza humana. Ouvi, certa vez, uma amiga dizendo que estava em uma idade em que podia falar o que quisesse. Pois bem, faço dela as minhas palavras e vou falar. Ou melhor, escrever. Sinceramente não vejo muito que comemorar em meu aniversário. Por várias razões. A primeira, e a principal, é justamente a que acabei de citar: não tenho o que comemorar.

Além disso, aniversário é trabalho e tensão para o aniversariante, pois sempre aparece alguém de “surpresa” (que a gente já sabe que vêm, então, não é nenhuma surpresa), e o pobre do aniversariante tem de passar o dia inteiro no fogão, isto se não quiser encomendar alguma coisa pronta, para não ser pego de surpresa sem ter algo especial para oferecer. Então, acaba se estressando (não gosto desta palavra) no dia do seu aniversário.

Há atitudes típicas das pessoas em dia de aniversário que são irritantes: o telefone toca o dia todo, e geralmente bem à hora em que não se pode, literalmente, atendê-lo. Afinal, temos necessidades que nos impedem de estar disponível o tempo todo. E, quando se corre várias vezes durante o dia para atender o dito cujo, percebe-se que há pessoas que só ligam uma vez por ano. Justamente no dia de seu aniversário. Não sei se por educação ou se para saber se vai haver festa, quase se auto-convidando. Penso que apenas pessoas que convivem conosco, que possuem uma intimidade e amizade especial é que poderiam ligar.

Esta situação incomoda pois, quando ligamos para alguém, imaginamos se a pessoa não pensou que estamos checando para saber se vai haver festa. E o pior é quando a gente fica sabendo por outra pessoa que houve festa: “Por que você não foi à festa da Fulana?” Então a situação é mais constrangedora porque, quando ligamos para parabenizá-la, a Fulana não citou festa alguma… Ou eu não somos tão amigas quanto pensávamos, ou a festa era surpresa, só para os íntimos. Mais constrangedor ainda…

Situações constrangedoras

Certa vez minha família chegou, de surpresa, trazendo toda parafernália para comemorar o aniversário de meu filho. Eu não sabia de nada, mas fiquei feliz com a surpresa. Então, resolvi convidar a família de meu marido, que morava bem pertinho na época. Pedi-lhe que fosse até lá buscar minha sogra e cunhadas para virem comer o bolinho que minha mãe trouxera. A resposta que mandaram por meu marido, foi que não viriam, pois eu havia feito a festa e não os convidara. Sem comentários…

Em outra situação, fiz um almoço e chamei apenas a minha mãe. Ela chegou com meu irmão e cunhada, trazendo várias coisas para um churrasco. Minha irmã me ligou, no dia seguinte, para dizer que eu dera um churrasco em meu aniversário e não a convidara. Eu mereço…

E os presentes? É um teatro.

A gente não sabe se o outro percebeu seu desapontamento ao ganhar uma roupa que é dois números acima de seu manequim. Ou que o sapato tem um saltinho ridículo, com umas florezinhas aplicadas. E as cores?  Nem comento. Tenho o hábito de usar os presentes que ganho (masoquista…)  e, quando não o faço, minha família pergunta “na bucha” se não gostei do presente, pois nunca me vê usando os mesmos. É de lascar! E acabo tendo de usá-los sempre que aquela pessoa aparece aqui em casa ou quando vou à casa dela.

Minha escrivaninha fica “linda” com alguns objetos estranhos que me dão de presente, até que uma faxineira descuidada me faça o favor de deixá-los cair. “Depois eu trago outro pra senhora!”- dizem envergonhadas. “Não precisa!!!”- digo , quase agradecendo com uma gratificação pela “faxina” extra em minha estante ou escrivaninha.

Aniversariantes do mês

Odeio aqueles cartazes: “aniversariantes do mês” do trabalho. Quando é alguém de quem gosto muito e percebo que esqueci a data, é muito chato. O cartaz só falta pular em cima da gente, cheio de bolas, bolos, exclamações, e a gente não viu?

E pior ainda é quando todos estão parabenizando um colega de quem sequer sabemos o nome, e, por educação (ou constrangimento, talvez), o abraçamos desejando-lhe felicidades também. Pessoas que nem sabem direito que você existe, ou pior, nem gostam de você, e fingem o contrário. Tão artificiais as relações humanas…

Só em família

Meus filhos e meu marido sempre preparavam o café da manhã e me acordavam cantando o “parabéns”, para eu  saboreá-lo na cama. A expressão de alegria deles ao me ver comer a torrada beeeem torradinha e o suco sem açúcar é indizível! Eu adorava!!

Meu marido faleceu, minha filha casou, meu menino foi juntar-se a seu pai e agora é um anjo. Talvez haja alguma ligação com o fato de eu detestar fazer aniversário. Que diferença faz completar mais um ano de vida? Ou perder mais um ano? Nem é preciso dizer mais nada…

Preferiria ficar sozinha comigo mesma, ou, no máximo, ficar com quem realmente se importa comigo, como minha filha e a linda Princesinha. Sem comemorações.

Mas, já descobri que estão preparando uma surpresa, e já estou me estressando (ô palavrinha!) por antecipação. Quem será que vem? O que vão fazer? Se eu me arrumar, saberão que descobri a surpresa. Ou que eu já estava esperando que viessem. Oh, dor! Será que é síndrome de velhice?

E vocês, o que pensam sobre o comportamento das pessoas em aniversários?

imagem daqui

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

23 comentários para “Feliz aniversário? Para quem?”

  1. Lord Broken Pottery

    Denise,
    É um assunto que me interessa desde pequeno. Você já me leu falando à respeito. Não gostava de aniversário e ia viajar com minha avó, pura timidez. Depois passei a comemorar. Achava bacana pois meu pai e eu nascemos no mesmo dia, 4 de janeiro, capricornianos, ele de 1929 e eu de 1954. Fazíamos uma baita farra. Ele dizia que eu era o presente que minha mãe tinha dado para ele quando fez 25 anos. De qualquer maneira sentia que a data era mais dele, na verdade o principal homenageado era ele.
    Depois cresci, fiquei mais velho, cada vez mais. Um dia meu pai morreu (no mesmo dia que o pai dele, 20 de março). Agora é uma data em que fico infeliz, que lembro dele, que me revolto por estar envelhecendo.
    Comuniquei à família que não quero comemorar, não quero presentes, festa e se possível, de preferência, prefiro que não façam referência ao fato. Minha mãe sempre reclama, diz que eu sou maluco, mas um dia ela se acostuma.
    Ah, antes que me esqueça, todo o meu carinho. Muitos dias felizes ao lado da Princesa e da Princesinha. Parabéns! Beijão

  2. aninhapontes

    Uai sô, faz aniversário e não conta prá gente?
    Eu adoro festa de aniversário, prá mim, pro bem, pros filhos, pro neto.
    Eita que eu sou bagunceira e festeira.
    Feliz aniversário meu bem. Muita alegria com suas meninas, muita saúde para curtir muito tempo ainda sua linda princesa.
    Mil beijos da família Ferraz.

  3. elena

    Oi Denise,
    quando morava no Brasil, tinha meus parentes que me ligavam, meus irmaos que apareciam de surpresa, com bolos e guarana.
    Morando aqui..isso tudo ficou no passado. Conto nos dedos as pessoas que me ligam dando os parabens …3 ( os filhos e os respectivo(a)s companheir@s) entao é isso aí…mas nem por isso eu vou ficar encucada. Dou graças a Deus por um ano mais de vida e de saude.
    bjokas,
    me

  4. elena

    leia-se : companheiro(a)s.
    Sorry …
    bjos,
    me

  5. Alline

    Mas é seu aniversário hj, amoreca? O meu amanhã (dia 21). Somos quase gêmeas? Menina, que espetáculo…
    Eu gosto de aniversário. E de ligações e de festas surpresas (que nunca são surpresas!).
    Beijos e parabéns (hahaha, mesmo vc não gostando!).

  6. valter ferraz

    DE,
    uma pregunta: vai tê festa? BOLO, brigadeiro, beijinho(doce, claro)?
    Era surpresa? não é mais.
    E puta sacanagem, não me convidou né?
    O bom da internet é isso. Se não gostar do presente é só deletar, não precisa usar.
    Beijo grande

    ah: parabéns, viu?

  7. nanda

    Ahn, Denise, isso não é justo. Nem contar pra gente quando é você não conta???
    rsss
    Você descreveu o meu aniversário, um pouco diferente mas alguns detalhes em comum. Minha família, se eu não uso o que me deram, também perguntam na lata se eu não gostei!
    A diferença é que eu exigo pelo menos os comes e bebes, visto que eu sou péssima de fogão. É para o bem dos próprios “autoconvidados”, né??
    rsss
    Beijos querida!!!

    Hum, quem sabe eu conte pra vocês… vou pensar, he he.
    beijo,menina

  8. denise

    Alline |
    Não é meu aniversário hoje!O seu é amanhã, é? Hum, é somos quase gêmeas…
    Beijos e parabéns pra você, menina!
    ___________________________________

    Valter |
    Não sei se vai ter festa porque mandei recado dizendo que nao quero nada (estou meio anti-social, sabe?) Quanto às guloseimas, pode mandar que eu não deleto não, hehe!
    abraço, garoto
    ___________________________________

    Aninha |
    Não vou contar justamente porque nao quero saber de aniversário, he he. Já percebi que adoras uma baguncinha, hein, he he.Obrigada pelo carinho e que Deus me dê muita saúde para curtir minha Princesinha.
    Mil beijos para vocês também,menina!
    ___________________________________

    Lord |
    Sim, já li o que você escreveu a esse respeito. Já li a história de seu pai e de seu avô. então me entendes bem. Tudo muda , não é mesmo?
    Já cansei de comunicar à família que não quero comemorar, não quero presentes, festa, mas eles insistem em fazer essas surpresas.Obrigada pelo carinho.
    abraço, garoto

    Elena |
    Então me diz quando é seu aniversário para eu mandar meus parabens virtuais, he he , sem me preocupar se vai ter festa, he he … Você está certa: temos mais é que agradecer pela vida e pela saúde.
    beijo, menina

  9. Eduardo.P.L

    Denise, parabéns! Eu particularmente não faço ha muitos e muitos anos, mas a maioria ( quase absoluta) das pessoas dizem que não gostam, etc, etc, mas adoram um telefoneminha, um presentinho, uma lembrancinha…como todos dizem ao dar o mimo!

    Beijos GAROTA!

  10. Yvonne

    Denise, pois eu gosto do meu aniversário. Não mais como antes, mas ainda gosto demais. Pena que você não vai dizer quando é o seu. Assim poderia fazer um post. Beijocas e FELIZ ANIVERSÁRIO.

  11. Luma

    Denise, eu fiquei até com medo de saber realmente se é o seu aniversário. Porque parece que além de estressante, você já acorda de mau humor só de saber que vai se repetir tudo que todo ano se repetiu.
    Eu sei lá viu? A minha família se liga no nascimento de Cristo, mas não se liga muito no aniversário de cada um. álias, a gente se liga só quando está alguém mau. Porque nessas horas que o bicho péga.
    Moramos em lugares diferentes, cada membro da família, e para dar festa é difícil.
    Do meu aniversário eu não gosto que cantem parabéns. Não gosto dos olhares desviados pra mim. Mas gosto de bolo de aniversário no dia seguinte. Comer no café da manhã uma fatia bem gelada e depois que passou, relaxar.
    Acho que hoje posso dar os parabéns, né? Está calma? Parabéns!!! E lembre-se, não é todo dia que fazemos aniversário!! 🙂
    Beijus, Luma

  12. Cláudio Luiz

    Denise, eu particularmente gosto de aniversários. Se o seu não é agora, fica já os meus parabéns para quando for. eheheheh
    Bom o post falar disto, pois vim aqui justamente agradecer o seu carinho. Só vi agora, pois a promessa de manter o blog em dia foi por água abaixo. Tive que viajar e estou cheio de trabalho. Mas tá ótimo.
    Obrigado e alegrias pra você.

  13. Silvia

    Denise, pois surpresa em que você tem que providenciar os comes e bebes não tem graça mesmo, eu também não gostaria!!! Surpresa de verdade tem que vir com a festa pronta, ora essa. Onde já se viu chegar pra fazer surpresa e querer que o aniversariante, que, ao menos teoricamente, não sabia de nada, esteja com uma festa pronta?

    Eu também acho cansativo o telefone tocando o dia inteiro. Tá bom que as pessoas ligam bem intencionadas, mas cansa atender tanto telefonema num dia só. Confesso que tenho vontade de deixar pra ligar pros aniversariantes outro dia, mas acaba rolando aquela pressão básica pra ligar, né?

    Eu até gosto de festa, não gosto é do trabalho que dá organizar! (risos) Mas se vier tudo pronto, tô topando. 😉

    Pois então desejo a você um aniversário do jeito que você quer (seja lá quando for): calmo e ao lado apenas de pessoas íntimas que não te cobrem nada. Deixa o telefone tocar e depois fala que saiu para passear o dia inteirinho e esqueceu o celular em casa! Ou deixa fora do gancho e diz que estava quebrado!

    Quanto aos presentes, eu não tenho o menor pudor de trocar, não mesmo. Se não é bem a minha cara ou se o tamanho tá errado, carrego logo pra trocar. Acho que é porque eu faço questão que as pessoas ganhem algo de que gostam, e quero que fiquem muito à vontade para trocar se eu errar na mão…

    Beijos,
    Silvia

  14. aninhapontes

    Ah! tô de mau, não quer me dizer quando vai ser o niver.
    Nem vou mandar um beijo.

  15. Alline

    É hoje? Foi ontem? Diz, diz…
    Bjos

  16. Chawca

    No meu aniversário eu sumo, justamente para fugir desse tipo de coisa que também não faz muito minha cabeça…
    Sempre faltei no trabalho nesse dia…
    Também já tive festinhas surpresas e recebi presente de quem eu nem sabia quem era,,, (como alguém dá um presente pra quem nem conhece???)

  17. Vivien

    Querida Denise, eu tradicionalmente adoro meu aniversário. Sempre gostei muito, decidi que é meu dia e que tenho direitos sobre ele.
    Há algum tempo, decidi comemorar em etapas, dividindo as “tribos” porque achei mais confortável pra mim e pra eles.
    Ano que vem pretendo fazer uma festa e reunir várias tribos, inclusive blogueiros, vamos ver no que dá.;0)
    Quando eu era criança e adolescente, quando acordava, encontrava a mesa do café feita pelo meu pai ( coisa que só acontecia no aniversário) toda enfeitada, cheia de coisas gostosas.
    Talvez tenha começado ai minha relação afetiva com esse dia.;0)

  18. Cejunior

    Eu nunca gostei muito de comemorar meu aniversário. E por um desses acasos do destino, minha filha mais nova nasceu no mesmo dia! Que sorte: tem 23 anos que meu aniversário virou “data secundária”! Tem parente que até já se esqueceu. rsrsrs
    Um beijo e bom fim de semana.

  19. denise

    Eduardo
    Obrigada! realmente é assim:as pessoas dizem que não gostam, mas ficam meio frustradas se ninguém lembra.
    abraço, garoto
    __________________

    Yvonne
    Fazer um post?! Mais uma razão pra eu não contar, he he… Tô querendo evitar festas e você tá planejando uma virtual, he he…
    Beijo, menina
    __________________

    Luma
    Ah, ah, caraca, fui tão agressiva assim? Ah, menina, mas não adianta, todo ano é a mesma coisa. Tem razão, o bom do aniversário é comer o bolo no café da manhã. Gosto disso. Pode dar os parabéns,estou uma pilha, mas estou calma, hehe…
    beijo, menina
    _________________________

    Silvia,
    Mas nem festa pronta eu quero.Eu gosto de festa, mas não para mim. Não pelo trabalho, mas porque não tenho mais vontade de comemorar nada. Não vejo graça nisso.Quanto ao telefonemas, atendo todos. Carinho é bom receber e dar. E posso ver, pela bina, quem está ligando.Obrigada pelo carinho!
    beijo,menina
    ______________________

    Cláudio Luiz
    Obrigada pelo carinho. Bom te ver por aqui.
    abraço, garoto
    _____________________

    Aninha,
    Fica assim não. Só não quero festa. Pois eu vou te mandar muitos beijos, menina!
    _______________________

    Alline,

    Acho que vou começar as apostas, he he..
    beijo,menina
    _________________________

    Chawca,
    Ah,não dá para sumir.Mas falto ao trabalho também. Quanto a dar presente pra quem nem conhecemos, já assinei muita listinha no trabalho pra comprar o presente de alguém que nem sei direito que é…
    abraço, garoto
    __________________________

    Vivien,
    Ha, ha, então fazes festa por “tribos”? Que interessante!Novidade!
    As lembranças de minha familia me acordando de manhã me fazem não querer lembrar de aniversário nunca mais…
    beijo,menina
    ___________________________

    Cejunior,
    Eu gostaria que se esquecessem, mas no seu caso, no mesmo dia e se esquecem de você? Essa é boa!
    abraço, garoto

  20. Janaina

    Parabéns Denise!
    Eu gosto de comemorar meu aniversário,mas só com poucas pessoas com meu marido e filha já é suficiente,não gosto de muita gente em casa,pois tem que providenciar muitas coisas e no fim é mais trabalho que prazer,mas sempre me dou algo especial de presente como uma viagem por exemplo.
    Beijos
    Janaína, bom te ver por aqui! Tudo bem? Acho que nao sou a única que prefere sossego e privacidade, né nao?
    beijo, menina

  21. Nani

    Denise, penso muuuuito parecido contigo neste quesito. Adoro ajudar se alguém resolve fazer uma festa surpresa, estou sempre pronta pra abrilhantar ou incrementar um evento se alguém me pede, mas eu ser o centro das atencoes? Nao!
    A cobranca para que eu use algo que nao gostei, as correrias para preparar tudo e manter bem servidos os convidados? aff, é cansativo sim e nao é nem longe um bom panorama para aniversário.
    Acho que todos os dias do ano sao dias pra gente dizer as pessoas que a gente gosta delas e muita gente esquece disso.
    beijo grande,
    Nani, Que bom ve-la por aqui! Quanto tempo, hein! Pois é, eu fujo de trabalho de cozinha, festas, essas coisas, me enrolo toda e fico agoniada com a confusao.Também acho que nao se deve haver dia marcado pra se demonstrar afeto a quem amamos.
    beijo, menina

  22. Vivi Amorim

    Oi, De!!!Eu gosto muito de aniversário!!Amo fazer festinha no meu!!A minha última tinha eu, marido e três vizinhos.Sinto falta de quando eu morava no Rio de Janeiro e comprava umas tortas maravilhosas na Lecadô. Eu sou formiga, adoro doce.beijo, Vivi

  23. Adelino

    Denise, apesar de muito atrasado, meus parabéns pelo seu anivesário.
    Tem gente que faz questão de ser homenageado. Tenho um parente que se estiver fora da cidade, volta na surdina e fica de tocaia anotando quem “não foi no aniversário dele”… Pode isso?
    Abraços
    Adelino

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: