Empreendedora ou assalariada?

Há cinco anos planejei mudar  profissionalmente, pois estava desmotivada, insatisfeita, desanimada, sem criatividade e interesse no meu trabalho. Sentia vontade de parar com tudo e apostar em uma nova profissão. Mudar de emprego. Quatro anos depois, eu continuava no mesmo trabalho, exercendo a mesma carreira, mas já não acreditava mais em minha capacidade de transformar nada através do magistério.

Business and pleasure [Explored]

Quando a aposentadoria chegou, há um ano, percebi que precisava continuar trabalhando porque meus proventos reduziram significativamente.  Lecionava alguns dias por semana na Rede Privada e, com o tempo livre, pude me dedicar mais intensamente a meus projetos ambientais e à produção de conteúdo, atividades que me dão imenso prazer.

Empreendedora ou assalariada?

Um sonho  de ter meu próprio negócio, no ramo editorial, como um café literário, poderia tornar-se finalmente em um projeto. Um espaço cultural, onde projetos literários se desenvolvam, como rodas de leitura, palestras, cursos e outros eventos do gênero. Acovardei-me.

E a oportunidade de retornar ao magistério surgiu, através da convocação de um concurso público que prestara há dois anos. Testei minhas habilidades e fui aprovada. Resultado: voltei a lecionar  na Rede Municipal novamente, há dois dias. Surpreendi-me com o dinamismo e motivação que supunha extintos nesta velha mestra.

Porém, o sonho de tornar-me uma empreendedora e ter meu próprio espaço cultural continua me instigando. E, como não tenho mais idade para sonhar, só há duas opções: transformar este sonho em um plano de negócio ou desistir dele e acomodar-me ao emprego estável, sem riscos e sem emoções pessoais.

Após o bate papo, no LuluzinhaCampRJ, com a Vanessa Caldas, da comunidade Mulher Empreendedora, voltei a pensar na possibilidade de meus  sonhos se tornarem projetos  viáveis e em como colocá-los em prática. Ser empreendedora é ousar ter sucesso. As vantagens da vida de autônoma de uma microempresária são tentadoras. Passar do pensamento à ação e fazer as coisas acontecerem é que são elas.

Imagem:  elm3r

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

7 comentários para “Empreendedora ou assalariada?”

  1. Lunna

    Acho que tudo depende sempre do primeiro passo, mas é claro que para isso acontecer, é preciso muita dedicação: saber que tipo de calçado usar, tipo de meia, onde vou pisar, com quem vou…
    Metáforas claro. Mas o importante é estar consciente do que será feito, muita gente por aí apenas sonha e acha que é só estalar o dedo e de repente se vê frustrado. rs Mas eu sei que esse não será o seu caso.
    Beijos carissima

  2. denise rangel

    Lunna,
    Esta é minha preocupação: dar um passo equivocado e frustrar todo o negócio. Estou pesquisando as possibilidades.
    beijo, menina

  3. valter ferraz

    DE,
    muita calma nessa hora. Sem querer colocar água no teu chopp geladinho, mas é isso. Ser empreendedor é um sonho dourado na vida de muita gente. A estabilidade do emprego público apesar de às vezes ser limitadora é um porto seguro. Os empreendimentos devem ser pensados e repensados à exaustão. As possibilidades de virarem pesadelos são enormes. Falo por experiência própria. Hoje, optaria sem pestanejar por uma carreira estável e deixaria o velho lobo destemido que fui (e que levou a nau sem rumo e seus tripulantes juntos).
    Mas é claro que vc é bem cuidadosa e não cometeria as asneiras que eu.
    Sucesso prá você, é o que desejo.
    Beijo, menina

  4. Valéria

    Querida, já pensei enumeras vezes em abrir um café literário, mas tive muito receio, pois onde moro as pessoas não tem o hábito de ler.
    Caso prosiga com seu projeto, gostaria que enviasse dicas.
    Um grande abraço e sucesso!

  5. Tweets that mention Empreendedora ou assalariada? | Sturm und drang! -- Topsy.com

    […] This post was mentioned on Twitter by denise rangel. denise rangel said: Empreendedora ou assalariada? #dinheiro #carreira http://ow.ly/1CE76 […]

  6. Patrão ou empregado. Escolher é possível? | Sturm und Drang!

    […] tempos que eu tenho um sonho. O sonho de tornar-me uma empreendedora e ter meu próprio meu próprio negócio, no ramo editorial: um café literário. Imagino um […]

  7. Escapar momentaneamente ou para sempre | Sturm und Drang!

    […] temporário é a minha sugestão. Caso contrário,  aproveitar estas  férias forçadas para encontrar outro emprego mais light e sair. Escapar momentaneamente ou para sempre. Eis a […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: