Consideração pelos outros

Conversei ontem com a colega de trabalho sobre o que está acontecendo com ela e percebi-a muito sentida com o ocorrido. Está pensando em deixar a escola depois do que houve. Embora não soubesse quem iria substituí-la, sugeri que ela pensasse bem e optasse por uma permuta com outro professor. Falei também da proposta que eu recebera. Ela prefere deixar o colégio. Está muito aborrecida.

Fiquei pensando sobre a consideração e o respeito pelo outro no ambiente profissional. Embora não sejam todos amigos íntimos, os colegas de trabalho são seres humanos e, certas regras de convivência são necessárias. Ninguém é perfeito e a melhor atitude é a conversa franca e honesta, no sentido de ajudar o colega. Respeitar o colega de trabalho é absolutamente importante, mesmo que não seja alguém muito popular. Respeitar não significa que precisamos gostar dele, porém devemos dar ao outro o respeito que gostaríamos de receber.

No trabalho, nem todos têm consideração pelos outros, pois é um mundo muito competitivo. No entanto, é necessário respeito, por si mesmo e pelos colegas. É constrangedor que em uma situação de tensão, como essa de dispensar um funcionário, se despreze os interesses do colega em causa própria. Respeitar a si mesmo é, embora em um ambiente profissional, saber enxergar que o outro é uma pessoa e merece toda a nossa consideração.

Mesmo nas situações mais adversas, nunca deixo de considerar os outros. Imagino-me com os mesmos sentimentos oriundos das situações que vivenciam. Assim consigo entendê-los e medir as conseqüências das ações que eu venha a tomar. Meus valores como pessoa devem sempre falar mais alto. Freud já afirmara que quando os laços mútuos entre os sujeitos do grupo deixam de existir, cada indivíduo passa a se preocupar apenas consigo próprio, sem qualquer consideração pelos outros. O resultado são pessoas insatisfeitas consigo mesmas, com a profissão e com a empresa em que atuam.

Enquanto escrevia este post aqui no blog, agora há pouco, a Orientadora me telefonou para avisar que, a partir de segunda-feira, substituirei a colega que pediu demissão hoje. É uma atitude profissional aceitar a função, uma vez que o cargo ficou vago, mas há um gosto amargo por saber que a saída da colega foi tão traumática.

“Perco dinheiro, mas não perco minha dignidade”, foram suas palavras ontem, para mim, quando liguei para conversar e saber como ela estava. Embora não tenha culpa pelo que lhe acontecera, sinto como se fosse comigo… (suspiro)

imagem daqui

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

9 comentários para “Consideração pelos outros”

  1. Carlos Emerson Jr.

    Denise, foi como eu falei: ouça seu coração. Foi bom você ter conversado com a profª. Isso eliminou a possibilidade de criar mal entendidos e ressentimentos futuros.
    Agora, que é uma situação muito desagradável, isso é!!
    Um beijo e bom fim de semana.

    É, eu sabia que ia acontecer. Mas, falar com ela antes foi bom. Segui minha intuição.
    abraço, garoto

  2. Claudia Lyra

    Não há consideração. Os empregadores só enxergam números e produção. Difícil se manter íntegro nesses ambientes de trabalho.

    Pode ser, mas eu não abro mão de meus princípios. Já pedi demissão várias vezes em lugares em que eu tinha de “dançar conforme a música”.
    beijo, menina

  3. valter ferraz

    Denise, no fim deu tudo certo, é o que importa.
    A questão ética, fica por conta dos empregadores que não me pareceram muito preocupados com isso.
    Tua parte vc fez e isso é o mais importante.
    Um beijo

    É, falei com ela hoje, outra vez, e está decidida a largar tudo mesmo. Lamentável.
    abraço, garoto

  4. aninhapontes

    Quando não temos intenção de prejudicar ou magoar ninguém, a coisa caminha da melhor forma possível, e acaba dando tudo certo.
    Mas, claro, não deixa de nos deixar incomodados com uma situação dessas.
    Beijos prá vc e princezinha.

    Claro, né, Aninha, pois além do prejuízo financeiro, ela tem também o sentimento que está magoado. E isso é bastante incômodo.
    beijo, menina

  5. acomentarista

    O corpo nos diz muito, é o mais “dizível” de alguém à primeira vista, por isso o garoto que te perguntou se vc era roqueira, baseou- se nas suas próprias idiosincrasias, pois acha que All-Star e roupa preta são de roqueiros; outros podem achar que é vc seria gótica e outras, como eu acharia, que o preto favorece pra caramba e que os tênis sao ótimos pra trabalhar.Depende da olhar de quem vê.
    Ah, e o AllStar aqui é bem caro, outro dia, por coincidência, vi o preço numa vitrine e era 80, 100 euros, nao lembro bem, mas tinha achado caro.
    beijos!

    É verdade, depende do olhar de quem nos vê.
    Por aqui o All Star está na faixa dos 50 a 100 reais, dependendo do modelo. Acho barato.
    beijo, menina

  6. Lord Broken Pottery

    Denise,
    Trabalho de terno e gravata. Sempre que encontro alguém de minha família, irmãos, sobrinhos, etc., tenho que ouvir mil comentários sobre a roupa. Segunda-feira foi aniversário de minha mãe e fui direto para casa dela do serviço. Me perguntaram como é que eu agüentava estar sempre vestido daquela maneira. Não percebem que se me visto assim diariamente, já estou acostumado.
    Também gosto muito do All Star, para passeio. Quando tenho que praticar esporte, correr por aí, escolho o tênis correto, para a minha pisada. E como são caros…
    Beijão

    Parabéns pra sua mãe!
    Não entendo como os homens podem se acostumar a vestir terno! Mas, se você diz! Deve ser por isso que o ar fica congelado nos escritórios, he he.
    Relamente, os tênis são uns absurdo de caros!
    abraço, garoto

  7. Luma

    Você cumpriu a sua parte. No caso de empregados, havendo respeito a competição passa a ser ética. É necessário deixar claro que é quem contrata que toma as decisões, vocês apenas estão ali para trabalhar. Não dá pra deixar os sentimentos de lado, como consideração, por isso, é melhor conversar quando surge qualquer dúvida. Afinal, ninguém irá advinhar o que pensamos e se não for esclarecido, a outra parte pode interpretar errado.
    Beijus

    É verdade, eu estou mais tranqüila pois já conversei várias vezes com a colega que me garantiu estar bem, e que a decisão de se demitir é irreversível. E já recebeu outra proposta de trabalho em outro lugar. As coisas estão se encaixando.
    beijo, menina

  8. sheilamigas

    entao se fosse por este lado….
    acho que eu jah tinha nascido roqueira…
    eu soh uso preto, e soh uso tenis preto hihihi
    e all star… gigigigigigigi

    beijocas

    Bem-vinda ao clube, he he! Também só uso preto.
    beijo, menina

    e tambem estou com post lah no meu
    http://www.sheilamigas2.blogspot.com

  9. Maria Elisa Guimaraes

    Denise, tannta coisa a dizer e estou aqui às 4 horas de manhã
    Volto para comentar, mas, querida, tudo que vc escreve é altamente reflexivo e convida à reflexão.
    Muitos beijos,Menininha
    Meg

    Hum,às vezes também fico assim,insone. Mas não reflita muito não, hein! Hehe…
    beijo, menina

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: