Coisas que odeio!

Hoje meu humor está em baixa. E nem venham me dizer que é tensão pré-menstrual porque isto já não me pertence mais, entenderam? Aliás, hoje, não. Há dias que venho acumulando uma vontade louca de pular em algum pescoço. Meu lado vampira, será?

Pois bem, não costumo esquentar minha cabeça com qualquer besteira, mas há coisas que realmente me tiram do sério. A listinha até que é bem leve, pois, embora odeie estas situações, não sou mal  educada, e peguei leve. Se a carapuça entrar, não se exaspere. Seja você mesmo, e continue exercendo sua liberdade de ser o que é.

Vamos às coisas que odeio, não necessariamente nesta ordem:

  • Indivíduo que costuma corrigir os erros de português dos outros e ele próprio  fala ou escreve  coisas semelhantes a ‘houveram‘. Ai, como dói a meus olhos e ouvidos! Deveria saber que o verbo haver, no sentido de existir, é impessoal: deve ficar na 3ª pessoa do singular. Ninguém domina totalmente as normas gramaticais (e nem precisa). Mais cedo ou mais tarde, qualquer sabichão comete uma gafe. Então, pra quê ficar criticando os outros? Se  já ‘houveram’ edições suas com erros gramaticais ou ortográficos, então não atire a primeira pedra, faz favor!

 

  • Pessoas que têm o péssimo hábito de me dizer o que tenho de fazer, como se pudessem decidir a minha vida. Não me refiro a sugestões, não, porque estas são bem-vindas. O que me irrita é o indivíduo se dirigir a mim, usando o imperativo, e , não satisfeito, ficar insistindo para que eu faça ou diga o que ele manda. Odeio!!!  Só acato ordens de quem paga meu salário, e, mesmo assim, se for uma ordem injusta ou descabida, eu questiono e me recuso a obedecer. “A autoridade repousa sobre a razão”, já dizia Exupéry.

 

  • Frentista de posto de gasolina me chamando de madame, e perguntando se quero que ele manobre o carro,  para colocá-lo no elevador de troca de óleo, com aquele ar de “você não vai conseguir”.  O ódio vai também para os flanelinhas que não acreditam que eu posso entrar em uma vaga de ré. Há os que ficam ensinando:”vire para a direita, desfaz para a esquerda, anda em uma roda só…” Ai, que ódio! E tem mais um pouquinho de ódio para os homens que ficam se segurando no apoio da porta do carro, quando estão no banco do carona, apavorados, depois que eu recuso a oferta: “quer que eu dirija para você?”, e , quando chegamos ao destino, dizem: “até que você dirige direitinho.’

 

  • Gente que finge estar dormindo no metrô, ônibus ou trem, quando entra uma senhora idosa ou uma grávida, ou pessoa com bebê no colo. Assuma que não vai ceder o lugar! Precisa representar este papel ridículo de falta de educação? Com certeza alguma senhora irá ceder o lugar, pois os homens, hoje em dia, estão cada vez mais grosseirões, com as devidas exceções, obviamente. Perdoem-me os cavalheiros, raridade atualmente.

 

  • Odeio homens, acompanhados de suas mulheres, flertando descaradamente outras mulheres. Há os que são tão cara de pau que cantam até mulher acompanhada! Eu já vi, várias vezes! E mais ódio ainda da mulher que, não percebendo o galinha que tem ao lado, fulmina a outra com o olhar. E mais ódio dos que deixam a mulher em casa e vão para a farra sozinhos. E mais ódio ainda da mulher que fica grudada no homem para ninguém chegar perto de sua propriedade. Nem relaxa, preocupada em fiscalizar as outras mulheres. Ridículo. Dá ódio!

 

  • Sobrou um pouquinho de ódio para o motorista do carro atrás do meu, que fica piscando para eu sair da frente, com a pista completamente vazia! Se já estou no limite da velocidade (às vezes acima da velocidade), não saio da frente mesmo! E mais ódio ainda quando o trânsito está engarrafado e os abusadinhos ficam buzinando, como se tal instrumento tivesse poderes mágicos para fazer o tráfego fluir. Coisa odiosa.

 

  • Ódio de quem… bom, deixa pra lá. Lista grande também me dá um ódio!

E, para adoçar o dia, passa lá no Bombom e prova uma trufa, vai.

Imagem: Mônica

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

3 comentários para “Coisas que odeio!”

  1. Silvia

    Dicas para motoristas que ficam atrás enchendo o saco: Pise no freio algumas vezes. De leve, para acender a luz. Ele vai achar que vc não sabe dirigir e vai sair rapidim…

    Bjsss e bom domingo.

  2. denise rangel

    Silvia,
    Isto deve irritar o cara, hein! Eu faço pior: tiro o pé do acelerador e o carro vai diminuindo a velocidade. Eles acabam saindo rapidinho.
    beijo, menina

  3. Silvania

    Tem razão, além de pisar no freio, tente tbm o pisca alerta…rs
    adorei seu blog
    beijokas

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: