Atendimento médico precário

Estou cansadíssima! É do conhecimento de todos o caos que se instalou na Saúde Pública. O que não se esperava, é que Clínicas particulares viessem a ficar tão parecidas com os hospitais públicos. Às vezes chego a pensar se não seria melhor ser atendida nesses.

Na madrugada de sábado pra domingo, fui acordada por uma chamada telefônica. Era papai passando muito mal. E lá fui eu, às duas e meia da madrugada, levá-lo à Clínica particular conveniada a nosso plano de saúde. Esperamos um pouco pra médica de plantão acordar. A enfermeira também estava dormindo. Fico imaginando as condições em que esses profissionais trabalham…

Meu pai recebeu um medicamento injetável e foi liberado em cinco minutos. E ainda pediu desculpas por tê-la acordado… Já em casa (a dele), resolvi dormir no sofá mesmo, pois pensei que se fosse embora, talvez ele voltasse a se sentir mal. Acertei. Lá pelas tantas, depois de muitas idas e vindas ao banheiro, vomitando e outras coisas, ele me diz que já não suporta mais a dor.

Lá vamos nós novamente. Só que, desta vez, ao Hospital Militar, a que ele tem direito, e penso que o atendimento será melhor. Qual nada! Nem médico de plantão havia! Esperamos até amanhecer e o médico chegar, às oito horas da manhâ de domingo! Imagino quem não tem plano de saúde…

Depois de vários exames, medicações, soro, e tal, voltamos pra casa às 14 horas! Passamos o domingo de Páscoa no Hospital, praticamente. Mas ainda dei uma passadinha na casa de minha filha pra almoçar com ela e, é claro, ver minha Princesinha.

Papai ainda não está muito bem e , hoje, bem cedinho, tive de levá-lo novamente ao Hospital. Ainda há outros exames a serem feitos. Deixei meu irmão lá com ele e fui cuidar da vida. O dia hoje foi bem puxado pra mim. Mas, à noite, eu tinha de estar bem disposta pra dar aula para os meus jovens e adultos, que, embora com tanta chuva, estavam na sala.

Bem, espero que o post de hoje não tenha deixado vocês cansados também…

imagem: daqui

Gostou do Blog?

O que é RSS?

Assine o Feed RSS ou receba nossos textos por email. É grátis!
Digite seu email:

12 comentários para “Atendimento médico precário”

  1. Alline

    Melhoras pro te pai, querida. O atendimento médico está cada vez pior…
    beijos e descanse!

  2. Yvonne

    Querida, depois desse susto todo, como está o seu pai? Beijocas

  3. Viviane

    Querida Denise,
    Só nos resta pedir a Deus todos os dias, incessantemente, que nos proteja!!Outro dia levei minha mãe em um grande hospital particular do Rio, na emergência, e após ficarmos quase duas horas sem atendimento, tivemos que sair para procurar outro lugar… No que os atendentes responderam aqui é assim mesmo!!!O plano de saúde dela diz que dá direito à ambulância, helicóptero, etc.Nesse dia que eu precisei não vi nada!!! Fiquem com Deus e acredite que tudo dará certo.Seu pai logo logo estará bem.Um beijo e muita saúde.Vivi

  4. valter ferraz

    Denise, e agora tudo bem?
    Um beijo grande

  5. Mamy

    Ai, puxa! Essas intercorrências de saúde são sempre aflitivas. Beijos pro seu paizão!

    Obrigada, Mamy! Ele supera mais essa. É forte.
    beijo, menina

  6. Cláudio Costa

    Quem está com dor e doente, com razão fica ansioso e ‘precisa’ ser atendido com urgência. Muitas vezes, a urgência subjetiva não coincide com o conceito de urgência do serviço médico (ou do próprio profissional). O desencontro é enorme e pior para o paciente. Mesmo sendo eu mesmo um médico, já fiquei horas – horas! – para ser atendido em hospital particular, por colegas. Por outro lado, já tive a imensa satisfação de ter sido acolhido com presteza em outras vezes nas quais adoeci. Já me submeti a cirurgia pelo SUS, com extrema competência, profissionalismo e sucesso! Será questão de sorte? Que seu pai a tenha e volte ao pleno gozo de saúde. Você fez uma observação importantíssima: quais as condições de trabalho de nossos colegas que trabalham em plantões de urgência? Tal como os controladores de vôo, dá medo só em pensar. Abraços.

    Realmente, Claudio, talvez seja sorte, mesmo. Meu filho teve tratamento de primeira em um hospital público, quando teve dengue hemorrágica, em um feriadão em que não consegui o atendimento em clínica particular. Nós sabemos as condições precárias em que trabalham tais plantonistas. Eu faço muitas horas extras para compensar o orçamento… é um problema muito sério.
    abraço, garoto

  7. denise

    Pessoal, vou responder em lote, me desculpem. Papai está bem, medicado, mas não vai escapar de uma cirurgia, pois parece que tem uma hérnia bem grandinha. Vamos esperar os resultados dos próximos exames e o parecer do proctogista. Obrigada a todos.
    beijos em todos

  8. Lord Broken Pottery

    Denise,
    Uma de minhas maiores preocupações é com relação ao atendimento hospitalar. Pagamos fortunas por convênios mas nunca sabemos se seremos bem atendidos. É de deixar qualquer um louco. Estou torcendo por seu pai.
    Beijão

    Obrigada, Lord. Ele está melhor com os remédios, mas acho que vai ter de operar…
    abraço, garoto

  9. Carlos Emerson Jr.

    É um problema sério mesmo, Denise. Aqui em casa tenho duas médicas, mulher e filha, e sabemos todos que em caso de emergência vai ser preciso contar com a sorte….
    Melhoras para seu pai e um beijão prá você!

    É, já constatamos isso! Uma lástima! Nem culpo os médicos. Imagino as condições de trabalho deles.
    abraço, garoto

  10. Maria Elena

    Denise,
    Coicidencia ou nao…o marido tambem estava aqui com os mesmos sintomas o final de semana todinho.
    Na segunda um pouco melhor, ele liga pra medica e deixa recado pra perguntar o que fazer. Ela nem ligou de volta e ele continua com as dores de sempre.
    Amiga, medicina tanto aqui quanto aquilá é a mesma m@#$^. O vamos fazer?
    bjos,
    me

    E, aí, voltou ao médico? Está melhor! Espero que esteja bem, agora!
    beijo, menina

  11. Mila

    ola Denise,tudo bem…passei uma certa vez por algo assim,morrendo de dor no meu estomago,so fizeram me dar uma injeçao na veia,e assim foram por varias vezes,indo e voltando do hospital.melhoras pra seu pai.bjus

    é, tem sido assim nos Hospitais, à noite… Mas ele vai melhorar, com certeza.
    beijo, menina

  12. Sturm und drang! » Blog Archive » Filas nos hospitais é culpa da gripe suína?

    […] como estas. E tal situação também acontece no sistema de saúde privado! Sofri esta realidade quando tive de levar meu pai a um atendimento de emergência, há algum tempo. E, em outra ocasião, meu pai recebeu um atendimento péssimo que acarretou […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: