9 comentários para “Ao mestre, com carinho”

  1. Yvonne

    Minha querida, meus parabéns pelo dia de hoje. Você tem a melhor profissão do mundo, a mais linda, a que eu gostaria de ter tido. Tenho todos os meus professores guardados na memória afetiva, mesmo os que me torturaram com suas exigências. Com eles aprendi a ser o que sou.
    Beijocas

  2. Eduardo

    Sou professor há apenas cinco anos e desejo adentemente mudar de profissão (estou trabalhando nisso). Pelo menos, não quero mais dar aula para Ensino Fundamental e Médio.

    Parabéns para nós, apesar de tudo.

  3. Lunna

    Oi Denise, bom dia.
    Vou fazer uma observação que talvez não concorde, mas tenho tido contato com professores da rede pública em São Paulo por causa de um projeto com poesias (claro) que será implantado no ano que vem. Bem, sinceramente, verificando o potencial dos professores e a forma como o conteúdo é apresentado por eles questiono e muito o valor que eles recebem. Acho que ganham uma fortuna. Não são todos, claro. Sempre há excessão no mundo.
    Mas eu fiquei pasma em ver o descaso de professoras primárias para com suas salas de aulas. Uma delas me disse que cansou-se e agora não se incomoda se seus alunos aprendem ou não. Lembrei-me da pressa que eu tinha em aprender a ler e da festa que foi quando consegui ler as primeiras palavras, é um horizonte que se descortina e deve ser frustrante não ter isso pra si.
    Tive excelentes professores, pessoas que mereciam, sem dúvida, cada centavo que recebiam pelo maravilhoso trabalho que faziam. Sou grata a eles pela diferença que fizeram em minha vida. Recentemente meu professor de literatura faleceu e foi como perder alguém da família, porque ele fez parte de um processo novo, de algo que segue comigo até hoje e contar apenas com a lembrança dele nem parece justo. Mas é isso. Há professores que fazem a diferença e há aqueles que não merecem nem mesmo o título de professor. Abraços meus caríssima e parabéns pelo dia de hoje…

  4. denise rangel

    Yvonne, Eduardo e Lunna,

    Também só tenho a agradecer aos professores que tive. Instigavam-me a querer saber mais. Hoje em dia, não se vê este perfil, nem no professor e nem no aluno. Os tempos são outros. O aluno hoje é mais agressivo, não se intimida com nada, não respeita nem os pais (quando os têm); até nas escolas particulares se vê este quadro. Há casos de alunos que xingam, jogam a prova no professor, insubordinam-se de todas as maneiras. Há momentos em que o professor é um fantoche na aula.
    Definitivamente, nossa época não é parâmetro para a Educação hoje. A clientela é outra. E o curso de formação de professores também caiu muito em sua qualidade.
    Concordo que muitos professores já jogaram a tolha,mas, para estes, eu acredito que o melhor caminho seja procurar outra profissão, como Eduardo diz que já está trabalhando para isto, porque, do jeito que vai a educação, só os que realmente acreditam em sua capacidade de interferir neste quadro caótico é que conseguirão fazer o seu trabalho.
    Obrigada a todos pelo carinho
    beijo, meninos

  5. valter ferraz

    Denise,
    parabéns pelo seu dia dia.
    Torço por voce, sempre.
    Beijo, fessôra!

  6. aninha pontes

    Denise querida, hoje prá mim pensar em professor, é pensar em você.
    Não vejo mais professores como você, que exercem a profissão com amor. Que enxergam os problemas na educação com a clareza que vc faz.
    Sabemos da diferença do nosso aprendizado para o que ensina hoje nas escolas.
    Mais uma vez. Ninguém dá o que não tem, e os professores hoje não estão preparados para ensinar.
    Boas lembranças todos nós de nossa geração temos de nossos mestres. Verdadeiramente mestres.
    O meu beijo e todo carinho prá você neste dia.

  7. Lord Broken Pottery

    Denise, querida,
    Não poderia deixar, no dia de hoje, de vir aqui. Meu carinho, admiração e respeito pela mestra, precisavam ser reafirmados.
    Beijos

  8. denise rangel

    Valter, Aninha e Ricardo,
    Obrigada pelo carinho< Valter. A gente precisa mais do que torcida, hehe. Aninha, Não me considero exemplo de bom professor. Também já pensei várias vezes em cair fora, impotente diante de tantos problemas. Mas, ainda acreditando que nem tudo está perdido, mas que alguns poucos(poucos mesmo) conseguem realmente aprender algo que lhes seja útil e à sociedade.Ricardo,obrigada pelo carinho. A admiração é recíproca.
    beijo, meninos

  9. Este adolescente é seu filho? | Sturm und drang!

    […] acreditei que a  a aprendizagem realmente se concretiza quando o ser humano compreende a utilidade deste aprendizado para sua vida. Só aprendemos aquilo que queremos aprender. Alguns alunos adolescentes questionam a […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
%d blogueiros gostam disto: