Articles in this series

  • Primeira leitura: Quando florescem os ipês brancos

7 comentários para “Primeira leitura: Quando florescem os ipês brancos”

  1. Jussara

    Denise, embora ame ler, sempre comprei mais livros do que li propriamente, em razão do trabalho, da pós-graduação, da vida, enfim. Ano passado li muito pouco porque assisti a filmes e seriados em demasia. Este ano estou com propósito idêntico ao seu: um livro por semana e esvaziar as estantes. Conseguiremos?
    Abraço e obrigada pela visita e comentário… amei!
    😉

  2. Denise Rangel

    Jussara, que bom ter sua visita! Realmente, os filmes e os seriados também me tiraram o foco das leituras.Vamos corrigir isso, com certeza. Acredito que conseguiremos, se fizermos uma leitura diária, de alguns capítulos. Vamos lá!
    Beijo, menina

  3. aninha pontes

    Ficamos felizes com a surpresa querida Denise. Bom saber que você continua bem pertinho de nós.
    Valtão ficou tão feliz com a notícia, que disse até ter tido uma baixa na glicose que não quer dar trégua.
    Obrigada pelo seu carinho. Saudades de você.
    Beijos

  4. luma rosa

    Oi, Denise!
    Por esses dias tenho lido mais, por ter saído do meu cotidiano. A labuta diária não tem sido fácil e a leitura acaba por ficar de lado. Infelizmente só tenho lido nos finais de semana, daí a contrariedade quando estou engrenada na leitura e tenho que dividir a atenção. Enfim, a leitura é para abstrair e não para enfernizar os nossos dias, então, sem obrigações… A fila tá crescendo! O desejo de ler é maior que o tempo!
    Beijus,

  5. Para ler e reler | Sturm und Drang!

    […] Escolhidos, Crônicas do Cotidiano, do amigo Valter Ferraz […]

Leave a Reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...